quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

The Killers é criticado por ato hipócrita com fotógrafos
quinta-feira, dezembro 14, 2017


No último domingo (10), o vocalista Brandon Flowers convidou o fotógrafo oficial do The Killers, Rob Loud, para o palco onde a banda se apresentava, no KROQ Almost Acoustic Christmas, em Los Angeles (Estados Unidos). O local foi justamente onde Josh Homme, do Queens Of The Stone Age, havia chutado a câmera de uma fotógrafa, machucando-a e fazendo-a parar no hospital.

Flowers deu um abraço no fotógrafo oficial do The Killers e o pediu para que ele avisasse ao público que todos os profissionais de imagem são bem-vindos aos shows da banda. Ele brincou, ainda, que quem trabalha na área é responsável por deixá-los "bonitos para o mundo".

Veja o vídeo:



Entretanto, de acordo com o site da Billboard, o The Killers tem sido criticado pelos próprios fotógrafos - incluindo os que trabalhavam no evento em questão - pois a política da banda com relação às imagens produzidas em seus shows é completamente restritiva. O grupo comumente proíbe a ação dos profissionais e deixa apenas que seu contratado oficial registre os eventos - atitude ocorrida, inclusive, durante performance no Lollapalooza Brasil 2013, segundo o Tenho Mais Discos Que Amigos.

Ainda segundo a Billboard, a atitude restritiva do The Killers foi tomada em meados de 2006. A banda afirma que as melhores imagens são feitas de cima do palco e não do pit (área abaixo do palco, na frente da plateia, onde os fotógrafos geralmente ficam).

"Não soou como um apoio já que veio de alguém que nos proíbe de fazer o nosso trabalho como imprensa. É extremamente frustrante para os fotógrafos profissionais que viajam e tiram fotos de shows e festivais para os seus veículos e aí não podem clicar as atrações principais. Os artistas parecem não se importar com a imprensa", disse Amy Harris, uma das fotógrafas entrevistadas pela Billboard.

"Se você entrar em detalhes sobre os comentários de Brandon, eles são cômicos. Ele foi o único artista naquele final de semana que não permitiu fotografias. É difícil vender nossas fotos para os veículos quando você não pode fotografar o headliner", complementou Paul Hebert, outro profissional da área, também à Billboard. Hebert disse, ainda, que muitas bandas tratam mal os fotógrafos, mas destacou que nomes como Tom Morello (Prophets Of Rage) e Matt Bellamy (Muse) os apoiam, os defendem e se apresentam de modo a privilegiar o registro de imagens.

Veja trailer de documentário sobre últimos anos de David Bowie
quinta-feira, dezembro 14, 2017


O documentário "David Bowie: The Last Five Years", sobre os últimos anos da trajetória de David Bowie, ganhou um novo trailer. O filme retrata não só os trabalhos finais de Bowie, mas, também, a sua batalha secreta contra o câncer.

- Leia: Os produtivos últimos meses de David Bowie

O longa-metragem será exibido na HBO americana em 8 de janeiro, quando o músico faria 71 anos. O filme, que já foi transmitido anteriormente no Reino Unido, ainda não tem data de estreia no Brasil.

Nomes como Tony Visconti, Ivo Van Hove, Toni Basil, Earl Slick, Gail Ann Dorsey, Gerry Leonard, Carlos Alomar, Catherine Russel, Sterling Campbell, Zachary Alford, David Torn, Enda Walsh, Donny McCaslin, Maria Schneider e Robert Fox participam de "David Bowie: The Last Five Years". A direção é de Francis Whately.

Veja o trailer:

BBC suspende programa com Josh Homme após chute em fotógrafa
quinta-feira, dezembro 14, 2017


O canal britânico infantil CBeebies, da BBC, suspendeu a exibição de dois episódios pré-gravados do programa "Bedtime Stories", com participação de Josh Homme (Queens Of The Stone Age). Os capítulos deixarão de ser transmitidos devido ao recente escândalo em que o músico se envolveu, agredindo uma fotógrafa ao chutar sua câmera durante um show em Los Angeles.

Um representante da BBC disse ao site do jornal Telegraph que os programas com Josh Homme não serão exibidos "até que o problema seja resolvido". "Não vamos transmitir nenhum material novo, nem reexibir o capítulo anterior", disse o representante, em menção à atração com Homme que já havia ido ao ar.

Confira um pouco do episódio já exibido anteriormente (em inglês e sem legendas).

Bon Jovi convida Richie Sambora e Alec John Such para tocar no Rock Hall
quinta-feira, dezembro 14, 2017


O vocalista Jon Bon Jovi celebrou a indução do Bon Jovi ao Rock And Roll Hall Of Fame e convidou o ex-guitarrista Richie Sambora - e até o ex-baixista Alec John Such - para tocarem com os antigos colegas durante o evento. A banda fará parte da classe de 2018 e participará da cerimônia em 14 de abril do ano que vem, em Cleveland, nos Estados Unidos.

Em entrevista à Billboard, Jon Bon Jovi disse que ficou "contente" com a indução. "É a coisa com a qual você sonha quando começa a gravar discos. Acho que é a última grande coisa na minha lista. Digo brincando que meu obituário vai ficar legal, só não vou estar aqui para ver. Mas me dá uma sensação de fechamento", afirmou.

- Bon Jovi e mais 4: Rock And Roll Hall Of Fame revela induzidos para 2018

Jon disse que sonha com o Rock And Roll Hall Of Fame porque o museu começou suas atividades na mesma época em que ele deu início à sua carreira. "Pude ir à primeira cerimônia e... você sonha com isso. Mas parecia surreal na época. E, você sabe, nos fizeram esperar. Mas está aqui agora e é gratificante", afirmou.

Sobre os ex-integrantes Richie Sambora e Alec John Such, Jon Bon Jovi demonstrou não guardar ressentimento e disse que irá convidá-los para a cerimônia.

"Sempre me enxerguei convidando Al, porque ele acreditou em mim logo quando tive 'Runaway' nas rádios em 1983. Pedi para os caras me ajudarem por algumas semanas, para que eu construísse meu nome e tirasse vantagem do sucesso de 'Runaway'. Alec concordou e me apresentou a Richie e a Tico (Torres), então, sempre me imaginei o convidando", afirmou, inicialmente, sobre Alec.

Alec John Such não tocou em discos do Bon Jovi pelos quais foi creditado

"E Richie, a mesma coisa. O mesmo convite será estendido a ele. Agradeço por tudo que ele fez. Ele foi meu braço direito por muito tempo, então nunca houve má vontade, assim como já disse a todos. Ele apenas não apareceu mais. Continuamos, mas ele esteve conosco por três décadas e deve estar aqui para celebrar o momento. Então, ele será convidado para juntar-se ao resto da banda em todas as festividades", complementou Jon sobre Sambora.

Por fim, Jon confirmou que os convites também envolvem participações nos shows. "(Richie) está absolutamente convidado a tocar com Phil (X, atual guitarrista) e Hugh (McDonald, atual baixista) e Alec. Penso que seja uma celebração. Não é uma turnê, é uma noite só, onde todos certamente devem aparecer com um sorriso e cantando as músicas", afirmou.

Só 3 guitarristas se identificaram com fãs do Megadeth, diz Mustaine
quinta-feira, dezembro 14, 2017


O frontman do Megadeth, Dave Mustaine, disse, em entrevista ao The Jasta Show (transcrita pelo Ultimate Guitar), que os fãs da banda só se identificaram com três guitarristas solo até hoje. Segundo ele, a aproximação só ocorreu com Chris Poland, Marty Friedman e Kiko Loureiro.

"Quando chamei Jeff Young (em 1987) para substituir Chris Poland, será que pensei que Jeff substituiria Chris? Não. Será que pensei que Jeff seria bom o bastante para o Megadeth? Sim. A última vez que o ouvi tocando alguma coisa... ainda é um ótimo guitarrista", disse Mustaine, inicialmente.

"Mas comparar Marty (Friedman) e Kiko (Loureiro)... há apenas três guitarristas com quem os fãs se identificaram: Chris Poland, Marty Friedman e Kiko. É isso", complementou.

Mustaine ainda citou um destaque pessoal fora da lista dos três. "Pessoalmente, gostei muito de Glen Drover, o achava muito legal", disse.

Em seguida, Dave demonstrou respeito pelo trabalho dos demais ex-guitarristas do Megadeth. "Os outros caras fizeram parte e amo e respeito tudo o que fizeram por nós. Não estamos tão próximos mais - alguns dos outros caras e eu ainda somos -, mas acho que isso só acontece quando a banda opera há muito tempo. Trinta e cinco anos é muito tempo", completou.

Veja, a seguir, a lista de guitarristas do Megadeth e quais álbuns foram gravados por eles.

Chris Poland:

- "Killing Is My Business... and Business Is Good!" (1985);
- "Peace Sells... but Who's Buying?" (1986);
- "The System Has Failed" (2004) - como músico contratado.

Jeff Young:

- "So Far, So Good... So What!" (1988).

Marty Friedman:

- "Rust In Peace" (1990);
- "Countdown To Extinction" (1992);
- "Youthanasia" (1994);
- "Cryptic Writings" (1997);
- "Risk" (1999).

Al Pitrelli:

- "The World Needs a Hero" (2001).

Glen Drover:

- "United Abominations" (2007).

Chris Broderick:

- "Endgame" (2009);
- "TH1RT3EN" (2011);
- "Super Collider" (2013).

Kiko Loureiro:

- "Dystopia" (2016).

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Lars Ulrich detalha como é compor junto de James Hetfield no Metallica
quarta-feira, dezembro 13, 2017


O baterista Lars Ulrich revelou, em entrevista a Andy Hall (transcrita pelo Ultimate Guitar), como é o processo de composição das músicas do Metallica. Geralmente, as canções são feitas por ele e pelo vocalista e guitarrista James Hetfield.

"Mesmo no começo, encontramos uma forma de deixar os egos de lado quando estávamos compondo. Não era como: 'esse é o território do baterista e aquele é o do guitarrista'. Havia essa coisa aberta acontecendo entre nós e nossos instrumentos, o que nos levou a um processo incomum, mas a uma abordagem mais forte", afirmou.

O músico destacou que é difícil "articular e intelectualizar" muito o processo, mesmo quando se faz isso por 35 anos. O motivo? "Não sei como as outras pessoas trabalham", disse Lars, que só integrou o Metallica até hoje em toda a sua carreira.

Durante o bate-papo, Lars também falou sobre as diferenças no processo criativo do clásisco "Master Of Puppets" (1986) com o recente "Hardwired...To Self-Destruct" (2016). "Na época, éramos menos prolíficos. Basicamente, fizemos oito músicas. Em 'Hardwired', começamos com centenas de ideias e enxugamos para 20 ou 30. Então, o disco chegou a 10 faixas. Quando fizemos 'Master Of Puppets', eram 10 ideias que se tornaram seis ou sete canções", afirmou.

Ulrich resumiu dizendo que, antes, a banda trabalhava até ter mais material para um disco; hoje, o esforço é para 'enxugar' e ter só as melhores ideias. "Somos bem mais prolíficos agora do que éramos antes. É uma época diferente, assim como era diferente antes. Nenhuma fase é melhor ou pior. Mas quando penso naquela época, foi como se tudo caminhasse tão rápido", disse.

Graças ao U2, EUA teve a melhor semana em vendas no rock em 2017
quarta-feira, dezembro 13, 2017


O U2 conseguiu alguns feitos interessantes com seu novo álbum, "Songs Of Experience", nos Estados Unidos. De acordo com a Billboard, a última semana - a do lançamento do disco - foi a maior em comércio para um registro de rock em 2017.

No total, "Songs Of Experience" teve mais de 185 mil cópias vendidas em sua primeira semana. O número foi o suficiente para derrubar Taylor Swift e seu lançamento mais recente, "Reputation", do topo da Billboard.

Atualmente, a parada Billboard 200 registra seus números da seguinte forma: vendas de discos, vendas de músicas em formato digital (10 músicas equivalem a um álbum) e streaming (1,5 mil plays equivalem a um álbum).

Versão nacional de HQ do Slayer é pirata, segundo site
quarta-feira, dezembro 13, 2017


O site Collectors Room, do parceiro Ricardo Seelig, apurou que o financiamento coletivo para lançar uma edição nacional da HQ do Slayer, intitulada "Repentless", não é oficial. A iniciativa teria fins de pirataria, de acordo com a publicação.

"Os responsáveis pelo crownfunding não têm autorização nem da Nuclear Blast e nem da Dark Horse Comics para publicar a revista por aqui", diz o texto. Ainda segundo o Collectors Room, as empresas buscam os responsáveis pela iniciativa para tomar as medidas cabíveis.

De acordo com press-release divulgado anteriormente, a iniciativa buscava, por meio de financiamento coletivo (crowdfunding), o lançamento nacional da HQ, que chegou aos Estados Unidos no ano passado. O quadrinho original foi feito por John Schnepp (Metalocalypse), com artes de Guiu Vilanova (Twilight Zone, Conan The Avenger).

Halford, Slash, Frehley e outros se juntam a Alice Cooper em show beneficente
quarta-feira, dezembro 13, 2017


O vocalista Alice Cooper reuniu uma série de rockstars para um show beneficente, chamado Christmas Pudding. O evento aconteceu no último sábado (9), em Phoenix, nos Estados Unidos.

Durante a apresentação, Alice Cooper convidou nomes do porte de Rob Halford, Ace Frehley, Slash, David Ellefson, Edgar Winter, Richie Faulkner e Nita Strauss, entre outros, para o palco. Os vídeos das participações já estão na internet.

O Christmas Pudding é uma realização em prol da ONG Solid Rock Teen Center, de Alice Cooper. A organização trabalha no ensino da arte a crianças e adolescentes, com foco em seu desenvolvimento.

Veja, a seguir, vídeos do show.






Morre o vocalista Warrel Dane, ex-integrante do Nevermore
quarta-feira, dezembro 13, 2017


Morreu, aos 56 anos, o vocalista Warrel Dane, ex-integrante do Nevermore e do Sanctuary.

De acordo com informações divulgadas pelo site Wikimetal, Warrel Dane faleceu devido a um infarto. O cantor estava em São Paulo.

Dane finalizava seu segundo disco solo, intitulado "Shadow Work", que seria lançado no primeiro semestre de 2018.