sexta-feira, 21 de março de 2014

Médico americano crê que heterossexual pode virar gay se ouvir Adele
sexta-feira, março 21, 2014


Entrevistado no documentário "Cure Me, I'm Gay", recentemente exibido pelo Channel 4, o médico John Smid, que mora no Texas, Estados Unidos, revelou acreditar que o simples fato de ouvir músicas da cantora Adele transformam heterossexuais em homossexuais. 

Para evitar que uma pessoa heterossexual se torne gay, a recomendação do médico John Smid é ouvir músicas cristãs e deixar de lado os hits da cantora, que já ganhou dez Grammys e bateu recordes de Michael Jackson, Madonna e Whitney Houston. 

O documentário "Cure Me, I'm Gay" é feito pelo apresentador de TV Christian Jessen, que é médico e homossexual. As gravações mostram Jessen testando supostas "curas gay" e comprovando que não dão certo. A concepção de Smid também é ridicularizada pelo colega de profissão ao longo do registro.
Categoria:
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.