quinta-feira, 27 de março de 2014

Scorpions: 30 anos de "Love At First Sting"
quinta-feira, março 27, 2014


Scorpions - "Love At First Sting"
Lançado em 27 de março de 1984

Provavelmente, "Love At First Sting" não seja o melhor álbum do Scorpions. Mas é o maior. Responsável por consolidar a banda no topo em diversas partes do mundo, o disco completa hoje 30 anos de lançamento com méritos em uma trajetória repleta de excelentes momentos.

O Scorpions já estava aproveitando de um êxito comercial passado, com "Blackout", de 1982. O trabalho chegou muito bem nos Estados Unidos, grande mercado consumidor de música. A partir daí, viram que a linha do hard rock um pouco mais oitentista deveria ser seguida.


No entanto, deixar o materialm ais acessível não significa que "Love At First Sting" tem exageros pitorescos, cabelos cheios de laquê e canções que obedecem necessariamente às "fórmulas do sucesso". Esse disco é rock n' roll do início ao fim. E o mais importante: repleto de identidade.

Apesar da identidade adquirida, reza a lenda que dois integrantes do grupo sequer tocaram aqui. É dito que Francis Buchholz e Herman Rarebell, respectivamente baixista e baterista, estavam temporariamente fora da banda naquele momento, e que as linhas foram gravadas por Jimmy Bain e Bobby Rondinelli, ambos ex-Rainbow. A dupla foi trazida "secretamente" e sequer recebeu créditos. Os outros membros negam.


É determinante a inspiração dos integrantes em "Love At First Sting". A começar pelas guitarras de Matthias Jabs e Rudolf Schenker. Linhas cruas e riffs bem feitos garantem um ponto de destaque por aqui. A cozinha é básica. E Klaus Meine faz o de sempre nos vocais, mas em grande fase e muito bem feito.

"Love At First Sting" atingiu o objetivo comercial que tinha: chegou ao Top 10 das paradas dos EStados Unidos e emplacou os hits "Rock You Like A Hurricane" e "Still Loving You", fora a boa recepção no Reino Unido e na terra natal dos caras, Alemanha. Além das canções já destacadas, vale citar a porrada de abertura "Bad Boys Running Wild", a semi-balada "Coming Home" e a clássica "Big City Nights".


Klaus Meine (vocal)
Matthias Jabs (guitarra solo)
Rudolf Schenker (guitarra base, solo em 6 e 9)
Francis Buchholz (baixo)
Herman Rarebell (bateria)

01. Bad Boys Running Wild
02. Rock You Like A Hurricane
03. I'm Leaving You
04. Coming Home
05. The Same Thrill
06. Big City Nights
07. As Soon As The Good Times Roll
08. Crossfire
09. Still Loving You


Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.