sexta-feira, 4 de abril de 2014

Gene Simmons afirma não ter dó de Philip Seymour Hoffman, ator morto recentemente
sexta-feira, abril 04, 2014


Falecido no dia 2 de fevereiro deste ano, o ator Philip Seymour Hoffman foi vítima de uma overdose de heroína, cocaína, anfetaminas e tranquilizantes, de acordo com o departamento de medicina de Nova Iorque. 

Mesmo com a trajetória respeitável do ator no mundo artístico, Gene Simmons, vocalista e baixista do KISS, disse não ter dó do que aconteceu com Philip Seymour Hoffman. Um fervoroso anti-drogas, Simmons diz que a morte de Hoffman foi praticamente um suicídio. 

"Ele nasceu branco em um planeta racista, rico, um astro do mundo do cinema. Mesmo assim, se você ainda está tentando acabar com sua vida usando drogas, o problema é seu", disse o músico, em entrevista à Rolling Stone. 

Simmons afirma que não se deve ter pena de uma morte como a de Hoffman. "É triste quando alguma pessoa morre atropelada por um caminhão. No caso, não há culpa de nada. Usar drogas é uma opção", afirmou o músico linguarudo. 
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.