terça-feira, 27 de maio de 2014

De Rebecca Black a Sweet Child O'Mine: músicos do rock dizem o que deveria ser banido para sempre
terça-feira, maio 27, 2014


Em entrevista ao Fuse durante o Revolver Golden Gods Awards, premiação que aconteceu no início deste mês, integrantes de bandas de hard rock e metal falaram sobre o que deveria ser banido para sempre do mundo da música.

Veja as escolhas:

Corey Taylor (Slipknot, Stone Sour): "'Friday', de Rebecca Black. É o pedaço de m*rda mais doloroso que já ouvi na vida. Meu pai pagou por aquilo, tenho vontade de esfaqueá-lo por isso".

Bumblefoot (Guns N' Roses): "Sweet Child O'Mine... brincadeira!".

Phil Anselmo (ex-Pantera, Down): "Sou um grande fã dos Beatles. Mas por que eles tinham que colocar 'Octopus Garden' no meio de 'Abbey Road'?".

Jason Newsted (ex-Metallica): "It's Raining Man".

Chris Broderick e David Ellefson (Megadeth): "Achy Breaky Heart (música de Billy Ray Cyrus)", diz Broderick. "Essa música nos impediu de conseguir o primeiro lugar nas paradas com Countdown To Extinction", completa Ellefson.

Suicide Silence: "Call Me Maybe (música de Carly Rae Jepsen)".
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.