terça-feira, 10 de junho de 2014

Rodolfo se diz "arrependido" pelas letras do Raimundos; Digão e Canisso revidam
terça-feira, junho 10, 2014


Durante entrevista concedida à revista Trip, o ex-vocalista do Raimundos, Rodolfo Abrantes, se declarou arrependido de ter feito várias letras da banda enquanto esteve nela, de 1988 a 2001. Apesar disso, ele ainda recebe direitos autorais das canções que fez para o grupo.

Irritado com a situação, o guitarrista e vocalista da banda, Digão, chamou Rodolfo Abrantes de hipócrita, por não ter deixado de receber os direitos autorais das músicas que compôs, mesmo com o arrependimento por ter feito. O baixista Canisso deu força às declarações de Digão pelo Twitter e criticou a atitude do ex-vocalista.

Digão, Canisso e Rodolfo estavam em paz até o depoimento de Rodolfo à revista Trip. Eles chegaram a se encontrar em um aeroporto e registraram o momento com uma foto, amplamente divulgada nas mídias sociais.

A entrevista com Rodolfo Abrantes pode ser lida na íntegra aqui. As respostas de Digão, no Facebook, e Canisso, no Twitter, seguem abaixo:

Digão:

"Que pena que a base de sua vida seja a hipocrisia...

"100% arrependido" mas usufruindo 100% da sua parte dos direitos autorais e que não é uma "merreca" que ele gosta de falar para os desinformados... Se ele pode se dar ao luxo de sair de casa pra "trabalhar" e não receber nada, quem banca isso!? O Raimundos é claro, a sua eterna previdência privada, assim como o chamariz de seus testemunhos "Eterno EX-RAIMUNDOS".

Sem contar o fato dele não ter respeitado os nossos direitos quando saiu da banda, o que me cansa é essa insistência em associar o Raimundos às coisas ruins e o seu uso de pó e outras drogas pesadas em sua vida! Amparado pela verdade e Deus é minha testemunha, isso foi FORA do Raimundos com as "nega" dele! Muito me admirei quando vi suas declarações, pois nunca tinha visto isso dentro da banda!

Dizer que estava com "Câncer" e se curou na fé é no mínimo CHARLATANISMO, pois ele nunca fez um exame para provar tal enfermidade, mas alegou que "se conhecia"... Se pelo menos fosse formado em medicina mas nem o 2º Grau terminou...

Eu, nesses 13 anos, reconstrui minha vida honestamente, com muito suor e amigos de verdade! Não o fiz desmerecendo o trabalho dele como ele tem feito até hoje com o nosso... Infelizmente tive que interromper um pouquinho a nossa bela e gloriosa escalada pra deixar essa história em pratos limpos... Espero que o verdadeiro Deus possa tocar o coração dele e abrir seus olhos, não pra voltar pro Raimundos, mas pra ser uma pessoa do bem de verdade.... Sem mais."

Canisso:

A pergunta que não quer calar: Arrependido? E a grana das músicas, porque aceita? HIPÓCRITA, aceita a grana e ainda fala mal? Vsf!

Sabe porque ele aceita? Porque se fosse depender dos trampos dele depois do RAIMUNDOS ele ia passar FOME.

Isso ninguém pergunta: se você está 100% arrependido, não é contraditório viver da grana da sua ex-banda?

Uma puta contradição, a gente rala pra caralho pra manter a banda em evidência e pingar um dinheiro de direito autoral na conta do infeliz. Pro cara pagar de surfista-pastor-popstar ARREPENDIDO de Camburiú... devia ter a humildade de demonstrar agradecimento.

Ok, versão 2014 da mesma baboseira de sempre, troca o disco, meu filho... esse é o TESTEMUNHO que de tanto ele pregar por aí até ele acredita.

Vivo e sustento meus filhos com tudo que eu construí no RAIMUNDOS, engulo um monte de sapo toda noite até ter a chance de comprovar no palco. Sem cenário, com som fuleiro, em qualquer buraco desse Brasil a gente mantém essa banda VIVA, descendo a lenha e fazendo a poeira levantar.

Passam os anos e nada, nosso Rodolfo morreu mesmo... Triste, não conheço esse parvo aí!

O pior mentiroso é aquele que acredita nas próprias mentiras...
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.