quarta-feira, 18 de junho de 2014

YouTube pode remover vídeos de Adele, Arctic Monkeys e Jack White
quarta-feira, junho 18, 2014


Foi divulgado nesta terça-feira (17) que o YouTube deve começar a bloquear videoclipes de gravadoras independentes que não quiseram assinar os termos de licença do novo serviço do YouTube. A informação é do Financial Times. 

O YouTube pretende lançar um novo serviço por assinatura, que compete com Spotify e Rdio. A ferramenta cobra uma taxa mensal para que os usuários possam ouvir música sem publicidade em tablets e celulares smartphones, mesmo sem conexão com a internet. 

Gravadoras que representam cerca de 90% da indústria fonográfica concordaram com os novos termos, mas 10% querem intervenção de órgãos reguladores europeus. Nesta fatia, estão selos que trabalham com Adele, Arctic Monkeys e Jack White. 

De acordo com Robert Kyncl, chefe de parcerias em conteúdo do YouTube, a proposta oferecida é justa para as gravadoras. No entanto, a WIN (Worldwide Independent Network), que trabalha com os direitos da música independente, afirma que os termos são altamente desfavoráveis. 

O aplicativo vai começar a ser testado nos próximos dias e está previsto para ser lançado dentro de alguns meses, apesar da WIN ter solicitado que o YouTube recuasse em seus planos.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.