quarta-feira, 9 de julho de 2014

Restart critica Tico Santa Cruz, Lobão e Cone Crew em programa de TV "CQC"
quarta-feira, julho 09, 2014


A banda Restart, fenômeno de popularidade entre os anos de 2009 e 2011, esteve bem sumida da mídia nos últimos três anos. Apesar disso, o programa de televisão CQC, da TV Bandeirantes, convidou o grupo para participar de um dos quadros, intitulado "50x50". Apostas de R$ 50 são feitas com objetivos pouco convencionais nas ruas de São Paulo (SP).

Em um dos momentos do quadro, o repórter Maurício Meirelles propõe aos músicos do Restart que eles podem recuperar o dinheiro perdido nas apostas, mas precisam opinar sobre pessoas que falaram mal da banda.

A primeira personalidade lembrada foi Tico Santa Cruz, vocalista do Detonautas, que chamou o Restart de oportunista, por supostamente cobrar para que fãs pudessem conhecer os músicos no camarim. "Primeiro, vai tomar no c*. Segundo, há dez anos você não lança uma música nova, você é um frustrado de b*sta e continua aí na sua casa xingando os outros no Twitter já que você não faz m*rda nenhuma de bom na sua vida", disse o vocalista e baixista Pe Lanza.

Depois, Lobão foi lembrado, por ter falado que o Restart é uma "aberração da natureza". Pe Lanza rebateu a crítica: "Fez uma música de sucesso na sua vida, cantada pelo Cazuza, seu m*rda, seu lixo".

A próxima vítima do Restart foi o Cone Crew, que chegou a chamar os integrantes de "bando de otários". Pe Lanza ironizou: "Patifes, ai, seu zoeira. Já que o Cone Crew é uma b*sta, então tenta ser uma b*sta melhorada. Vem todo mundo me pegar na minha casa", disse.

Veja o vídeo na íntegra:

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.