quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Conheça 7 astros do rock que já foram à falência
quarta-feira, setembro 17, 2014


O site Diffuser divulgou recentemente uma lista de sete músicos ou bandas de rock que foram à falência. Ocasiões distintas fizeram com que os nomes aqui presentes chegassem a não ter mais dinheiro para suas atividades profissionais: drogas, contratos questionáveis, pausas exageradas entre trabalhos, entre outros. Confira:

Courtney Love (Hole): A viúva de Kurt Cobain nunca precisou dormir embaixo de uma ponte. Mas ela diz que, em algum momento, alguém roubou US$ 530 milhões da fortuna herdada de Kurt Cobain. A situação ficou tensa a ponto de Courtney Love precisar pedir US$ 2,7 milhões do fundo da própria filha, Frances.


Goo Goo Dolls: Apesar de ter vendido milhões de discos nos anos 1990, embalada pelo hit "Iris", a banda passou a dever dinheiro para a Warner Bros graças a um contrato bizarro. O grupo ficou anos sem ver a cor do dinheiro de direitos autorais do disco "Dizzy Up The Girl" (1998).



Pete Doherty (The Libertines): Os notáveis abusos de drogas de Pete Doherty o obrigaram a fazer shows acústicos em casas intimistas de Londres para pagar o aluguel de seu flat, que mais parecia um porão imundo. Hoje ele está bem: o Libertines se reuniu e faturou US$ 1 milhão para tocar em um só festival.


MC5: A banda precursora do proto-punk aceitou uma combinação muito extravagante de sexo, drogas e rock n roll na década de 1960. Logo no ano de 1970, o MC5 estava com uma dívida de US$ 80 mil e decretou falência. Além dos problemas anteriormente citados, o grupo estava acompanhado de empresários ruins e péssimo serviço de divulgação.



Leonard Cohen: O ícone do folk rock fez muito sucesso durante grande parte de sua carreira. Mas passou por um hiato entre as décadas de 1980 e 1990. Em 1998 ele decidiu retomar os palcos, mas não obteve êxito. A situação pirou graças à sua ex-empresária, Kelley Lynch, que gastou quase todo o dinheiro de sua aposentadoria. Ele processou a ex-manager em 2008 em US$ 9,5 milhões. Enquanto o caso não se resolve, ele continua a se apresentar pelo mundo aos 79 anos.



Roky Erickson: O músico que liderou o 13th Floor Elevators nos anos 1960 se declarou inocente por motivos de insanidade mental ao ser preso por posse de maconha. Ele queria diminuir a pena e foi colocado em um hospital para doentes mentais, com terapias de choque. A má gestão de seu dinheiro enquanto esteve internado o deixou falido. Até hoje, ele tenta recuperar o que perdeu com inúmeros shows.


Cat Power: Chan Marshall, conhecida pelo nome artístico Cat Power, faliu durante o processo de produção de seu disco mais recente, a partir de 2006. Ela alega ter ficado oito meses em hiato, gastou o que tinha e quando quis voltar, estava sem dinheiro. Mas ela recuperou a situação e lançou "Jukebox" em 2008.

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.