terça-feira, 14 de outubro de 2014

Filho de Nicolas Cage monta banda de "metal fantasma"
terça-feira, outubro 14, 2014


Aos 23 anos, Weston Coppola Cage já segue os passos de Nicolas Cage, ator de cinema mundialmente consagrado: está no caminho da arte. Mas, apesar de ter feito participações em alguns filmes, a área de Weston é a música. 

Entrevistado pelo site Noisey, o cantor falou um pouco sobre a sua trajetória e revelou diversas excentricidades em seu trabalho. Weston já chamava a atenção desde cedo, quando comparecia a eventos ao lado de seu pai maquiado com rímel ou corpse paint, pintura facial típica de integrantes de bandas de black metal. 

O cabeludo, que também atende pelo pseudônimo Arcane, conta que montou uma banda de black metal - uma das ramificações mais extremas e pesadas do estilo - durante a adolescência, chamada Eyes Of Noctum. O grupo chegou a gravar um disco na Suécia, bancado por Wes Cage, com a produção do renomado Fredrik Nordström (Opeth, Dimmu Borgir). O álbum, intitulado "Inceptum", foi lançado em 2009. 

Durante o bate-papo, Wes Cage afirma que vai lançar um disco solo em breve, que pratica um estilo chamado "ghost metal" ("metal fantasma", em tradução livre para o português). "Minha prioridade ao compor este tipo de música é induzir calafrios", diz o cantor, que pretende reatar os laços com a mãe, a atriz Christina Fulton, com o álbum. 

A primeira música do novo álbum, "Tell Me Why (Matriarch of Misery)", pode ser ouvida neste link (clique aqui). O novo disco de Wes Cage, "Prehistoric Dichotomy", deve ser lançado em fevereiro do próximo ano. Até lá, ficaremos de olho se as relações com a mãe serão reatadas ou não. 
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.