terça-feira, 7 de outubro de 2014

Garota de 10 anos se declara "a pessoa mais punk que conhece" em texto fofo; leia
terça-feira, outubro 07, 2014

A jovem Taylor-Ruth, de 20 anos, divulgou um texto que escreveu aos 10 anos de idade, em seu diário, sobre o seu primeiro contato com o punk rock. A menina ainda estava na quinta série quando ouviu, pela primeira vez, um CD do Dead Kennedys

A carta, publicada inicialmente por Taylor-Ruth no Tumblr, viralizou em diversos sites da internet. O texto chama a atenção por evidenciar a inocência de uma criança e, especialmente, pelo trecho em que a menina diz ser a pessoa mais punk que ela conheceu na vida. 

Veja a carta traduzida na íntegra e a imagem da folha escaneada: 

"Dei uma olhada em vários CDs de música na biblioteca hoje! Alguns tinham palavrões no título, então fui tive que prometer à senhora Jervis que tenho 15 anos. Não tenho, mas acho que mentir não conta na biblioteca. 

Ouvi todos eles agora. Percebi que em VÁRIOS desses CDs, os cantores não gostam ´do homem´. Eles até o xingam! Não sei quem é o homem. Talvez seja o Bush (George Bush, presidente dos Estados Unidos à época) ou o diretor da escola do vocalista. Mas se o Dead Kennedys não gosta do homem, então eu também não gosto. Também não gosto de fascistas. Acho que eles são tipo um culto religioso do qual o homem faz parte. 

Até agora acho que sou mais punk do que qualquer outra pessoa que eu tenha conhecido na vida"

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.