terça-feira, 21 de outubro de 2014

Jon Bon Jovi e Bruce Springsteen estão em lista de famosos que podem danificar computadores
terça-feira, outubro 21, 2014


A empresa McAfee divulgou uma lista, no início deste mês, com os nomes de celebridades que são mais perigosos para o funcionamento para um computador ou qualquer dispositivo com acesso à internet.

O comediante Jimmy Kimmel, que apresenta o programa de televisão norte-americano "Jimmy Kimmel Live", lidera a lista. Estima-se que 19,38% das buscas relacionadas ao nome do apresentador levem o internauta a uma página com fraude, vírus ou qualquer tipo de acesso malicioso. 

Na música, o nome mais perigoso para computadores e dispositivos móveis é da cantora Ciara, com 19,33% das buscas estimadas em páginas com vírus. Flo Rida (4°), Bruce Springsteen (5°), Britney Spears (7°), Jon Bon Jovi (8°) e Christina Aguilera (10°) aparecem ainda no top 10 da lista. 

No ranking expandido, outros nomes da música figuram na lista de celebridades "perigosas": 50 Cent (13°), Cheryl Cole (16°), Iggy Azalea (20°), Jason Derulo (24°), Jay Z (26°), Chris Brown (28°), Paul McCartney (29°), Jennifer Lopez (31°), Pitbull (34°), Jessie J (44°), Rihanna (45°), Justin Timberlake (46°) e Pharrell Williams (49°). 

Veja a lista com os dez famosos com maiores chances de "danificar computadores": 

1. Jimmy Kimmel (19,38%) 
2. Armin van Buuren (19,33%) 
3. Ciara (19,31%) 
4. Flo Rida (18,89%) 
5. Bruce Springsteen (18,82%) 
6. Blake Shelton (18,47%) 
7. Britney Spears (18,19%) 
8. Jon Bon Jovi (17,64%) 
9. Chelsea Handler (17,22%) 
10. Christina Aguilera (16,67%)
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.