sábado, 25 de outubro de 2014

Morre Jack Bruce, lendário baixista do Cream
sábado, outubro 25, 2014


A página do baixista e vocalista Jack Bruce, ex-Cream, no Facebook, noticiou a morte do músico. Ele tinha 71 anos e continuava ativo no cenário musical - lançou um disco intitulado "Silver Rails", ainda neste ano. A informação foi confirmada pela assessora pessoal dele, Claire Singers.

"É com muita tristeza que nós, a família de Jack, anunciamos o falecimento de nosso amado Jack", diz a publicação. Consultada pela BBC, Claire Singers afirma que "Jack Bruce morreu hoje (sábado, 25) em casa, no condado inglês de Suffolk, ao lado da família". As causas da morte ainda não foram divulgadas, mas pode ter relação com complicações do fígado, órgão pelo qual o músico passou por um transplante em 2003, devido a um câncer. Este post será atualizado com mais informações conforme a divulgação destas.

Nascido em Glasgow, Inglaterra, Jack Bruce foi uma criança itinerante: os pais dele viajavam muito, no Canadá e nos Estados Unidos. O músico estudou em 14 escolas diferentes. Começou uma graduação em música, na Escócia, mas abandonou os estudos aos 16, mudou-se para Londres e integrou diversas bandas, incluindo John Mayall's Bluesbreakers, Manfred Mann e Alexis Koner's Blues Inc. - esta, ao lado de Charlie Watts (Rolling Stones).

Ao lado de Eric Clapton e Ginger Baker, Jack Bruce se tornou reconhecido a nível mundial com o Cream. A banda, no entanto, acabou no auge da popularidade, em 1968. O grupo se reuniu em 2005, para uma série de shows, mas não durou. Apesar disso, Bruce teve uma carreira solo muito produtiva.

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.