quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Acusado de tentativa de assassinato, Phil Rudd pode ficar preso por até 10 anos
quinta-feira, novembro 06, 2014


O baterista Phil Rudd, do AC/DC, foi acusado de tentativa de assassinato, por tentar contratar alguém para matar duas pessoas. 

As informações sobre o caso ainda estão em sigilo, portanto, não foram divulgadas as pessoas ameaçadas, nem mesmo o assassino de aluguel que seria contratado por Phil Rudd. No entanto, sabe-se que a polícia fez uma busca na casa do baterista, na cidade de Tauranga, Nova Zelândia, e encontrou indícios de uma ameaça de morte, além de metanfetamina e maconha. 

De acordo com Daryl Brazier, chefe de polícia local, a busca foi feita após informações obtidas. Phil Rudd foi preso, mas foi liberado após pagamento de fiança. A única condição imposta ao baterista é que ele não poderia sequer entrar em contato com o homem que ele é acusado de tentar contratar para o assassinato. Um julgamento está marcado para o dia 27 de novembro e Rudd pode receber uma pena de até 10 anos de prisão.

Não é a primeira vez que Phil Rudd tem problemas com a lei nos últimos anos (ele tem 60 anos). A mais recente ocorreu há alguns meses: o músico foi acusado de portar maconha. Recentemente, ele não participou das gravações dos novos clipes do AC/DC, nem da sessão de fotos promocionais. As informações reforçam que Rudd pode estar fora da banda. 
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.