terça-feira, 18 de novembro de 2014

Baterista do Foo Fighters diz que novo CD do U2 é um peido
terça-feira, novembro 18, 2014


Lançado em 9 de setembro deste ano, o novo disco do U2, "Songs Of Innocence", ainda dá o que falar. Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters, opinou sobre o álbum mais recente da banda irlandesa.

Apesar de inovadora, a forma de lançamento de "Songs Of Innocence" foi a mais contestada entre todos os críticos e nomes da música popular. As canções do trabalho foram adicionadas automaticamente à biblioteca de músicas dos usuários de aparelhos digitais da Apple. A empresa teria pago, supostamente, US$ 100 milhões ao grupo para executar a estratégia.

Taylor Hawkins revelou não entender o motivo pelo qual o quarteto liderado por Bono optou por essa iniciativa de divulgação. "O que aconteceu com eles, cara? Não acho que as pessoas ainda se interessem pela banda. Devem ter achado uma boa ideia, mas não tinha como remover o disco do celular, então tiveram que lançar um aplicativo para removê-lo. É terrível", disse o baterista.

Aparentemente um fã de trabalhos antigos do U2, Taylor Hawkins opinou sobre o conteúdo musical de "Songs Of Innocence" com bom humor. "Escutei o disco apenas uma vez e não encontrei nada de interessante nele. Parece com um peido, de qualquer jeito que você ouça", concluiu, em entrevista ao site australiano The Music.

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.