sexta-feira, 14 de novembro de 2014

De Mariah Carey a Bret Michaels: relembre cantores que já foram alvos das rimas ácidas e ofensivas de Eminem
sexta-feira, novembro 14, 2014


A cantora Lana Del Rey foi vítima das ofensas em formato de rimas de Eminem nesta semana. Em um vídeo de rap freestyle, em que ele promove seu novo disco, "Shady XV", o rapper disse que vai socar a cara da cantora por duas vezes.

Mas ela não foi a única vítima de Eminem ao longo da carreira. Outros cantores também já foram vítimas do rap ácido do Slim Shady. Especialmente na década de 1990, em que o rapper explodiu para o mundo, era quase rotineiro que ele atacasse outros nomes da música pop, sempre em tom muito crítico.

Relembre abaixo alguns ataques de Eminem a outros cantores:

Mariah Carey: a cantora é citada em "Superman". O trecho diz "O que você tá tentando ser, minha nova esposa? Qual é, você, Mariah? Passe duas vezes". Curiosamente, Mariah Carey respondeu a Eminem com outra música, chamada "Obsessed". Ao longo de toda a canção, ela diz que jamais se encontrou com o rapper, o chama de mentiroso, insinua que ele seja drogado e afirma que o trabalho dele incita o ódio.


Christina Aguilera: em um trecho de "The Real Slim Shady", Eminem dedica bons versos à cantora e ainda cita outras duas personalidades - todos aparecem simulados por atores no clipe da canção. "P*rra, Christina Aguilera, melhor mudar os assentos; Para que eu possa sentar ao lado de Carson Daly e Fred Durst; E ouvir eles discutindo sobre pra quem ela deu primeiro; Sua putinha, falou merda de mim na MTV: É, ele é bonitinho, mas acho que ele está casado com a Kim, hihi!; Eu deveria baixar o audio dela em mp3; E mostrar para o mundo como ela passou uma doença venérea pro Eminem".


Lady Gaga e Justin Bieber: na música "A Kiss", em parceria com o rapper Royce da 5'9, Eminem canta: "Gaga pode deixar o emprego dela nos correios, ela ainda é uma mulher macho, não faria sexo com ela usando o pênis dela". Ele também cita Justin Bieber: "Não dão a mínima para Bieber, não? Um demônio, um monstro, o mal parece estar se infiltrando por ele".


Britney Spears, Backstreet Boys, Ricky Martin, N Sync, New Kids On The Block e Vanilla Ice: a música "Marshall Matters" deve ter o maior registro de ofensas a celebridades de Eminem em apenas uma canção. Veja: "Eu sou anti-Backstreet e Ricky Martin; Com instintos pra matar 'N Sync, não começem; Esses bostas não sabem cantar e Britney é um lixo; Qual é, essa vaca é retardada? Me dá meus 16 dólares de volta; Só vejo bixinhas em revistas sorrindo; O que aconteceu que eramos tão violentos?; O que aconteceu com os bons tempos em que a gente batia nas pessoas; Pegava seus pares de tênis, agasalhos e boné?; New Kids On The Block, chupam muitos pênis; Bandas de meninos e meninas me dão nojo; Mal posso esperar para pegar esses bichas em público; Vou adorar; Vanilla Ice não gosta de mim; Disse umas merdas na (revista) Vibe pra queimar meu filme; Depois tingiu seu cabelo de loiro que nem o meu"


Miley Cyrus: a cantora de "Wrecking Ball" também sofreu nas mãos de Eminem, na música "3 A.M.", ainda quando era conhecida pela personagem Hannah Montana. "Sento pelado na minha sala de estar, é quase tarde; Me pergunto o que tem na TV; Talvez eles mostrem alguns peitos; Passando por todos os canais; Até eu achar a Hannah Montana".


Lindsay Lohan e Bret Michaels: na música "We Made You", em que Eminem diz que Kim Kardashian é um homem, o Slim Shady também insinua que Lindsay Lohan seja lésbica. "Ele não queria ofender as lésbicas; Mas Lindsay, por favor, volte a ver homens". No clipe, Eminem tira sarro de Bret Michaels, pois aparece vestido como o vocalista do Poison em uma sátira ao reality show "Rock Of Love", que tenta encontrar uma namorada para o rockstar.

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.