segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Robert Plant teria rasgado contrato de US$ 800 milhões por reunião do Led Zeppelin
segunda-feira, novembro 10, 2014


De acordo com o jornal britânico The Mirror, o vocalista Robert Plant teria rasgado um contrato de US$ 800 milhões, equivalente a R$ 2 bilhões, na frente de um grupo de promotores de shows. O acordo pedia uma turnê final do Led Zeppelin.

O contrato teria sido oferecido pela empresa fonográfica Virgin. Uma fonte anônima declarou ao jornal que é impossível convencer Robert Plant a participar da tão aguardada turnê. "Eles estão cansados de tentar convencê-lo a fazer a turnê, mas não tem jeito. Ele já está com a cabeça feita e pronto", afirmou.

Segundo o jornal, o montante seria dividido igualmente por Robert Plant, pelo guitarrista Jimmy Page e pelo baixista John Paul Jones. O baterista Jason Bonham, responsável por substituir o falecido pai e integrante original, John Bonham, no último show, feito em 2007, ganharia um salário fixo.

O chefe da Virgin, Richard Branson, estaria disposto a renomear um de seus aviões para "Startship", nome de uma coletânea do Led Zeppelin. O meio de transporte ficaria à disposição do grupo durante toda a turnê. Nada disso, no entanto, foi capaz de convencer Robert Plant, que chocou os empresários ao rasgar o contrato na frente deles.

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.