domingo, 25 de janeiro de 2015

Entrevista exclusiva com Mr. Catra & Os Templários, a nova banda de rock do funkeiro
domingo, janeiro 25, 2015


O anúncio de que Mr. Catra iria capitanear uma banda de rock, cujo primeiro disco será lançado neste ano, surpreendeu boa parte do público. Também pudera: a relação do funk carioca com o rock é bem distante. Mas já se sabia que Mr. Catra foi guitarrista de um grupo de rock na década de 1980 e é admirador do estilo.

Agora, Catra trabalha ao lado d'Os Templários, banda de apoio composta por músicos conhecidos da cena carioca. O Cifras foi atrás dos caras e conseguiu uma entrevista exclusiva com o baixista do grupo, Stanley Zvaig. Ele revela que muito material que estará no novo álbum foi composto e desenterrado por Mr. Catra, na época em que ainda nem era funkeiro. O som tem influências de nomes nacionais, como Pavilhão 9, Ratos de Porão e Nação Zumbi, além de gringos consagrados, como Rage Against The Machine, Faith No More e Slayer. Dá para imaginar?

Confira o bate-papo:

IGOR MIRANDA: O passado do Mr. Catra é muito conhecido, inclusive o envolvimento com o rock. Mas queria saber um pouco dos músicos d´Os Templários, Reinaldo GoreDoom (guitarra), Stanley Zvaig (baixo) e Marcello Nuñes (bateria). Com o que vocês já trabalharam anteriormente na música e como chegaram a esse projeto junto com o Catra?

STANLEY ZVAIG: "Os integrantes dos Templários são figuras tarimbadas da cena carioca. A amizade e parceria com o Mr Catra vêm de longa data. Nós quatro nos conhecemos há mais de dez anos e tocamos juntos diversas vezes tanto profissionalmente quanto por diversão. O Marcellinho tocou com Squalls, Serial Killer, Marcelo D2, entre outros. Já o Reinaldo tocou com Cynics e com várias bandas do underground carioca. Atualmente é integrante do HD Rock Band. Eu, como produtor musical, tenho no currículo bandas como Los Hermanos, Autoramas e Matanza. Como músico, toquei com vários artistas, entre eles, Gabriel o Pensador. Nós três já tocamos em uma banda chamada Fuzileiros Nasais, relíquia tijucana. E também participam do trabalho os músicos Wellington Coelho, do Farofa Carioca, e Morgan Stern, ambos do Projeto Makuru".




IM: Nas prévias divulgadas pelo Facebook, dá pra perceber uma influência de sons de bandas como Rage Against The Machine, Faith No More Pavilhão 9, que misturam som pesado com algo do hip hop e do que hoje é chamado de funk norte-americano. Que tipo de influências vocês destacariam sobre esse novo trabalho?

SZ: "Rage Against, Faith No More e Pavilhão 9 definitivamente são influências. Entre outras bandas que admiramos e que também contribuíram para o nosso som, podemos destacar: Sepultura, Slayer, Black Sabbath, Ratos de Porão, Brujeria, Body Count e Nação Zumbi".

IM: A atitude e a ousadia que o rock teve até a década de 1990 parece ter se transferido quase que integralmente para outros estilos justamente surgidos na periferia e que dialogam melhor com os jovens hoje em dia, como o hip hop e o próprio funk carioca. Vocês concordam? Se sim, tentam trazer isso de volta para o rock?

SZ: "Sim, realmente o funk e o hip hop que surgiram nos anos 80 e 90 abordavam muito, em suas letras, as questões sociais. Os grupos atuais desses estilos, em sua maioria, mudaram o foco para temas como sexo, drogas e ostentação. As letras do Mr. Catra & Os Templários são bastante voltadas para essa questão social, até porque muitas delas foram escritas pelo Catra, em uma época em que ele nem sequer era conhecido como funkeiro. Acreditamos que o rock também tem muita força nas periferias e nas comunidades".




IM: O que os músicos podem adiantar sobre o que terá no novo disco do Mr. Catra e os Templários? Há, também, alguma data prevista para lançamento?

SZ: "Podem esperar um som com muito peso, guitarras distorcidas e a voz abissal do Catra. Tudo isso misturado com percussão africana regida pelo projeto Makuru. Estamos em processo de finalização desse nosso primeiro material e também estamos trabalhando no primeiro clipe, gravado e dirigido pelo Thiago Calvino, com lançamento previsto para depois do Carnaval mas sem data específica".

IM: Será possível ver o Mr. Catra e os Templários no palco, em alguma turnê de divulgação? Se sim, como funcionará a organização da agenda do Catra, que já tem a carreira no funk?

SZ: "Com certeza! Em breve estaremos nos palcos, divulgando nosso trabalho. Com relação à agenda do Mr. Catra & Os Templários, ainda estamos em negociação com alguns escritórios e empresários para definir o melhor caminho. A carreira do Catra no funk continua paralelamente, são projetos distintos".

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.