sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Lista: 10 ótimas músicas sobre prostituição
sexta-feira, fevereiro 27, 2015


A prostituição segue como um tema amplamente encarado como um tabu na sociedade. A profissão, considerada a mais antiga do mundo, é uma atividade reconhecida pelo Ministério do Trabalho, desde que seja praticada por adultos em plena consciência.

Muitas vezes, temas ligados paralelamente à prostituição, como abuso de drogas, mercado negro e escravidão são mais problemáticos do que a própria atividade profissional em si. Vários artistas já reconheceram isso e escreveram belas músicas sobre a profissão mais antiga do mundo.

A lista abaixo mostra 10 dessas ótimas composições. Antes de partir para as escolhas, vale o alerta: o Cifras reconhece que cada um é dono do próprio nariz, mas não é entusiasta da prática.

1) Queen - "Killer Queen"

Idealizada por Freddie Mercury e atingindo o 2° lugar nas paradas do Reino Unido, "Killer Queen" tem uma pegada instrumental inovadora: foram utilizados dois pianos, dois baixos e uma harmonia vocal típica de ópera, como o Queen já costuma fazer. Questionado sobre a composição, Mercury foi direto: "é uma garota de classe alta que se prostitui. Elas também podem fazer isso. É sobre isso a música, apesar de preferir que cada pessoa faça a sua própria interpretação".


2) The Police - "Roxanne"

A letra de um dos maiores hits do Police conta um caso de amor com uma prostituta à primeira vista. Ao longo da composição, Sting canta que as luzes vermelhas sobre o corpo dela não são mais necessárias, pois ele a ama.


3) Elton John - "Sweet Painted Lady"

Lindamente assustadora, "Sweet Painted Lady" fala de um marinheiro que volta com muito dinheiro para gastar com prostitutas. A faixa é um dos grandes sucessos de "Goodbye Yellow Brick Road", um dos álbuns mais consagrados de Elton John.


4) >Blondie - "X Offender"

"X Offender" iria se chamar "Sex Offender", mas o nome foi mudado após pressão da gravadora. A letra, no entanto, permaneceu. A canção fala de uma prostituta que se apaixona pelo policial que a prendeu.


5) Odair José - "Eu vou tirar você desse lugar"

Tive o prazer de entrevistar Odair José e ele fala com orgulho de "Eu vou tirar você desse lugar". Em tempos de ditadura militar e pouco debate sobre temas muito presentes na sociedade, o cantor foi, provavelmente, o primeiro da música a falar do tema no Brasil. A letra fala de um homem que vai a um bordel e acaba voltando porque a moça que o atendeu acabou ajudando-o em um momento complicado. Daí, surge uma paixão. José ainda diz que o julgamento da sociedade não importa.


6) Donna Summer - "Bad Girls"

Um dos grandes hits de Donna Summer, "Bad Girls" brinca com os termos "bad"/"sad" ("má"/"triste") e dá a entender que as prostitutas são vistas como garotas ruins, mas também têm sentimentos e muitas vezes estão tristes, em função do julgamento da profissão dentro da sociedade.


7) Ramones - "53rd & 3rd"

Clássico do punk, "53rd & 3rd" dá a entender sobre um Boina Verde que mata um prostituto com uma lâmina de barbear e agora é procurado pela polícia. O título faz menção à esquina das ruas 53 e 3 em Manhattan, que já foi um ponto de prostituição masculina, mas hoje dá espaço a uma igreja.


8) Elza Soares - "Flores horizontais"

Em "Flores horizontais", Elza Soares canta sobre os dramas das prostitutas. A música é um poema musicado de Oswald de Andrade e fala de dificuldades como a inserção nas drogas e as agressões, em contraste com a beleza das flores.


9) The Animals - "House Of The Rising Sun"

Canção folclórica de autoria anônima, "House Of The Rising Sun" fala de prostituição e problemas de consciência. O título é, supostamente, um eufemismo para um bordel, uma prisão, um local para escravos ou qualquer outra coisa. Na letra, o personagem diz que as pessoas não devem perder a vida na "Casa do sol nascente" (tradução para português do título), um local que é a ruína para pobres garotos.


10) Tina Turner - "Private Dancer"

Em "Private Dancer", Tina Turner conta, com certa doçura, sobre a vida de uma prostituta. Repleta de eufemismos, a música fala de uma dançarina particular que trabalha em um local onde os homens vão para se divertir, mas não a olham. O sonho da personagem é viver em frente ao mar. A composição é de Mark Knopfler, do Dire Straits, e se tornou um dos grandes hits de Tina Turner.

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.