terça-feira, 7 de abril de 2015

"O rock não é um gênero para o negro", afirma Seu Jorge
terça-feira, abril 07, 2015


Durante entrevista concedida para o site Noisey, o cantor e ator Seu Jorge falou sobre seu novo disco, intitulado "Músicas para churrasco: volume II", e de outros assuntos relacionados às suas carreiras nas duas áreas. 

Seu Jorge falava sobre o papel do personagem Pelé dos Santos, que interpretou no filme "A Vida Marinha com Steve Zissou" (com Bill Murray, Owen Wilson e outros), quando foi questionado o motivo pelo qual cantou músicas de David Bowie em português. Direto, o cantor respondeu que "não tinha necessidade de fazer a versão de Starman se já existe uma maravilha e a única dentro da lyrics. Na época eu não falava inglês e, mesmo que falasse, não escreveria em inglês". 

O músico e ator foi além em sua reflexão e ponderou sobre o rock não ser um estilo musical para negros - ao menos, a interpretação permite considerar que ele se refere àqueles que são brasileiros. "Pô, eu sou brasileiro, nasci no Rio. Sou do subúrbio. O rock não chegou. O rock não é um gênero pro negro, apesar de Jimi Hendrix. Suspeito até que o reggae o negrão aqui não gosta. Quem gosta de reggae mesmo é a galera do surfe, o pessoal da Guarda do Embaú, eles gostam. A negrada na favela não escuta o reggae music. Talvez porque a imagem do reggae ou do Bob Marley ou do dread esteja associada à maconha, que associa à polícia, que associa à repressão, que associa a um monte de coisas. Me lembro de não ter ouvido rock n' roll", afirmou. 
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.