sexta-feira, 15 de maio de 2015

Aos 89 anos, morre o músico B.B. King
sexta-feira, maio 15, 2015


Morreu na noite desta quinta-feira (14) o cantor e guitarrista B.B. King, aos 89 anos. Ele era conhecido como o rei do blues.

B.B. King passou por uma série de complicações causadas pelo diabetes nos últimos meses e chegou a sofrer um enfarte. O músico faleceu em Las Vegas, dentro de sua casa, em Las Vegas, onde estava montado um hospital caseiro.

Considerado o rei do blues, B.B. King deu início à sua carreira no fim da década de 1940. Seu estilo de tocar guitarra foi mencionado como inspiração para uma série dem úsicos, como Albert Collins, Jimi Hendrix, Eric Clapton, Jeff Beck, George Harrison, entre muitos outros. Ele conquistou 15 prêmios Grammy e lançou 44 discos.


Vida dedicada ao blues até os últimos dias

Nascido Riley B. King, o norte-americano B.B. King começou o seu contato com a música ainda criança, quando participava de um coral em uma igreja do Mississippi. Aos 12 anos, comprou sua primeira guitarra. Aos 23, mudou-se para West Memphis, Arkansas, onde deu início de vez à sua carreira musical.

B.B. King permaneceu ativo de 1948 até 2014. 66 anos dedicados ao blues - praticamente uma vida inteira. O seu último show aconteceu em setembro do ano passado. Ele precisou cancelar uma série de shows para se recuperar em casa, pois o diabetes afetava cada vez mais sua saúde. Prometia retornar e agendar as apresentações novamente, no entanto, não foi possível.


Problemas

A saúde impedia que B.B. King fizesse longas excursões desde 2006, quando anunciou sua "turnê de despedida". Apesar disso, ele continuou a se apresentar em datas esporádicas - inclusive, veio ao Brasil em 2012.

A partir dos últimos meses de 2014, B.B. King já não podia mais se apresentar ao vivo. Desde então, ele foi internado três vezes e, da última, semanas atrás, sofreu um enfarte. O problema chegou à mídia após sua filha, Patty King, acusar o empresário Laverne Toney de abusar do trabalho do músico.


De acordo com Patty, o cantor e guitarrista estaria sofrendo problemas de bexiga e se recusava a se alimentar, mas o representante teria evitado levá-lo a um hospital. A filha do músico afirmou ter chamado a polícia, que acionou paramédicos para cuidar do rei do blues.

Legado

Com milhões de cópias vendidas de seus 44 discos de estúdio lançados (o último é "One Kind Favor", de 2008), shows realizados em quase 100 países, honrarias e premiações (incluindo 15 Grammys), o legado de B.B. King transcendeu o blues. Ele foi o responsável por levar o estilo ao público com a amplitude necessária.

A noção de show-espetáculo por parte de B.B. King fez com que ele servisse de referência para músicos de todos os estilos. Além do próprio blues, nomes do rock, soul, funk e R&B mencionam King como influência.

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.