sexta-feira, 8 de maio de 2015

Entrevista com Kiko Loureiro: um guitarrista brasileiro no Megadeth
sexta-feira, maio 08, 2015


Anunciado no início de abril como o novo membro da banda norte-americana Megadeth, uma das mais populares do thrash metal com mais de 50 milhões de discos vendidos em todo o mundo, o guitarrista brasileiro Kiko Loureiro está em fase de adaptação. Mesmo com uma trajetória de sucesso com o Angra, grupo paulista formado em 1991 e de repercussão internacional, Loureiro, que reside em Los Angeles há alguns anos, afirma estar se acostumando com a rotina de sua nova ocupação.

Em entrevista exclusiva, Kiko Loureiro, que já está em estúdio com o Megadeth para a gravação de um novo disco – o 15° da carreira da banda de thrash metal –, disse que não teve tempo nem mesmo para perguntar como as lideranças do grupo – Dave Mustaine, vocalista e guitarrista, e David Ellefson, baixista – chegaram ao nome dele. “Já havia conhecido o Ellefson e ele entrou em contato para dar uma sondada. Perguntou o que eu achava do Megadeth. Acredito que, de início, foi mais uma pesquisa com pessoas da música em Los Angeles. Qualquer dia pergunto como foi essa decisão”, afirmou.

Com as agendas do Megadeth e Angra já encaixadas e nenhuma incompatibilidade entre datas, Kiko Loureiro afirmou que não demorou a aceitar o convite dos norte-americanos, mesmo com a identificação com a banda brasileira. “Talvez se eles [os integrantes do Angra] não tivessem dado apoio, eu titubeasse e começasse a pensar outras coisas. Mas como todos deram, fui em frente”, disse.

O processo de produção do novo disco do Megadeth começou há algumas semanas, no entanto, segundo Loureiro, as canções ainda estão em processo embrionário e não se sabe, ainda, o direcionamento do trabalho. Mas Kiko, que assume a linha de frente autoral do Angra com Rafael Bittencourt (guitarra) e geralmente mistura elementos de música brasileira com o metal, disse que terá cautela na nova banda. “O Megadeth tem um estilo e um conceito. O melhor que posso fazer é me encaixar e ajudar que a banda seja ela mesma, da melhor forma possível, sem querer inventar”, afirmou o músico.

“Você está demitido!”

Além da habilidade com a guitarra, Kiko Loureiro e Dave Mustaine são conhecidos no mundo do metal por supostamente demitirem os integrantes de suas bandas. Agora juntos, alguns comentários na internet destacaram que os “Robertos Justus do metal” estão juntos.


Em passagens de sua autobiografia, “Mustaine: memórias do heavy metal” (Editora Benvirá), Mustaine parece aceitar a fama – 21 músicos já passaram pelo Megadeth, incluindo os atuais –, mas Loureiro nega que tenha dispensado antigos companheiros do Angra. “Acho engraçado isso, porque quando a banda se separou no início dos anos 2000, os outros músicos (Andre Matos, Luís Mariutti e Ricardo Confessori) é que resolveram sair”, disse Loureiro.

Apesar de Dave Mustaine ter uma fama de durão, Kiko Loureiro disse que o convívio com o músico norte-americano tem sido tranquilo. “O Mustaine é muito educado, um gentleman mesmo. Mas ele sabe bem o que quer e coloca a diretriz”, afirmou.

Brasil na rota de peso

Kiko Loureiro não enxerga a entrada para o Megadeth como uma experiência benéfica apenas para ele. “Essa oportunidade é uma coisa legal para o Brasil, para os músicos brasileiros e chama a atenção também para o Angra”, afirmou.

De acordo com o músico, o Angra não é muito popular nos Estados Unidos. “Sempre fomos conhecidos na América Latina, Ásia e Europa no geral”, disse Loureiro. Ainda segundo o guitarrista, apenas o Angra, o Sepultura e alguma outra banda são lembrados na mídia especializada em metal no exterior, no entanto, a música brasileira é forte em outros gêneros. “Quando você fala com alguma pessoa que não é do metal, ela vai conhecer nomes brasileiros”, disse.

Futuro do Megadeth

Como o novo álbum do Megadeth ainda está em fase embrionária de produção, o guitarrista Kiko Loureiro não deu muitos detalhes sobre a agenda da banda para os próximos meses. Mas algumas informações foram concedidas pelo músico. “Não temos shows marcados para esse ano. Entendi que eles querem que eu faça apresentações com eles também, mas deve ser mais para frente, provavelmente no ano que vem”, afirmou Loureiro, o que pode indicar que o álbum deve ser lançado entre o fim de 2015 e o início de 2016.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.