sexta-feira, 24 de julho de 2015

Pantera: 25 anos de "Cowboys From Hell"
sexta-feira, julho 24, 2015


Pantera: "Cowboys From Hell"
Lançado em 24 de julho de 1990

Apesar de eu ser um grande fã de hard rock, inclusive da safra oitentista (a "farofa"), admito que o Pantera não era nem um pouco interessante nos tempos em que seu som estava enquadrado nessa vertente. Pelo menos para mim, a entrada de Phil Anselmo no fim dos anos 1980 deixa tudo mais interessante. Em "Power Metal", antecessor do clássico aniversariante, já se nota algumas levadas pesadas, apesar das canções serem predominantemente hard.

Na mesma época, após um empresário da Atco Records ter ficado impressionado com a performance ao vivo do grupo, o quarteto finalmente saiu do mundo "independente", pois eles lançavam discos pelo próprio selo com a produção do pai do guitarrista Dimebag Darrell e do baterista Vinnie Paul, Jerry Abbott. Com a oportunidade de deixar tudo o que fizeram até então para trás, a investida foi centralizada em vertentes mais pesadas do metal, como o heavy, o thrash e, inconscientemente, o groove.



Essa salada mista gerou um dos álbuns mais poderosos do metal, sem exageros. "Cowboys From Hell" saiu há exatos 25 anos, com a produção do já renomado Terry Date, que havia trabalhado com grupos como Soundgarden, Dream Theater e Metal Church. A repercussão foi tamanha que chegou até mesmo à MTV, em reconstrução após a saturação do hair metal e dos exageros no pop oitentista.

O sucesso do Pantera se deve principalmente à incrível originalidade dos caras. Cada integrante é tão único ao ponto de ser facilmente reconhecível em seu instrumento. O quarteto empolga não apenas pela ótima performance individual, como também pelo conjunto, que gerava ótimas músicas. Nesse álbum, a liderança artística de Dimebag Darrell, gigante guitarrista, é nítida.



O som ainda mudaria bastante com os sucessores de "Cowboys From Hell". O instrumental ficaria mais pesado e Phil Anselmo abandonaria suas vertentes do heavy clássico, aprimorando a técnica gutural. Mas, aqui, para mim, está o clímax, especialmente pelo conceito envolvente e pela originalidade das músicas.

A recepção foi acima do esperado. A banda explodiu e ditou regras para uma cena que chegaria com muito peso ao longo dos anos 1990. "Cowboys From Hell" merece atenção. Trata-se de um dos últimos verdadeiros clássicos do metal.

Phil Anselmo (vocal)
Dimebag Darrell (guitarra)
Rex Brown (baixo)
Vinnie Paul (bateria)

01. Cowboys From Hell
02. Primal Concrete Sledge
03. Psycho Holiday
04. Heresy
05. Cemetery Gates
06. Domination
07. Shattered
08. Clash With Reality
09. Medicine Man
10. Message In Blood
11. The Sleep
12. The Art Of Shredding
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.