quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Clássico e moderno: Devils Paradise mistura hard rock e metal sem feder a mofo
quarta-feira, agosto 26, 2015


A dicotomia clássico/moderno é uma das mais frequentes dentro do rock – especialmente entre os estilos mais pesados, que se enveredam aos subgêneros do hard rock e metal. Parece quase impossível, para a maior parte das bandas do segmento, conseguir associar a tradição à contemporaneidade. Ou um, ou outro.

A banda Devils Paradise, de São Paulo (SP), seguiu a proposta de alguns nomes que conseguiram se desvincular desse dogma do metal e, já no EP “Sold-out in hell”, lançado de forma independente no fim do ano passado, mostra que é possível ser clássico sem feder a mofo. O quinteto não tem uma história de formação muito pomposa: o guitarrista Guilherme Bertozzi e o vocalista Diogo Diogo “Dizzy” Araújo tocavam, juntos, em um conjunto de pop rock com repercussão local. Os demais integrantes (o guitarrista Felipe Bedani, o baixista Vinicius Faria e o baterista Pedro Tinello) se conheceram de outros projetos e no próprio cenário musical paulista. “Ainda somos novatos no cenário mais pesado, há muita coisa para se aprender sobre esse meio”, afirmou o guitarrista Guilherme Bertozzi, em entrevista exclusiva.



Nas sete faixas de “Sold-out in hell”, o grupo coloca influências contemporâneas, como Avenged Sevenfold, Devil’s Train e Adrenaline Mob, em um caldeirão claramente direcionado por nomes como Black Sabbath, Alice In Chains e Pantera. Com todas essas referências, só se pode esperar um som pesado e visceral, com afinações mais graves, vozes rasgadas e bateria soando com destaque na mixagem. “A sonoridade moderna é fruto da vontade de não soar igual a alguma outra banda ou gênero, e sim uma mistura de influencias de todos os integrantes”, disse Guilherme Bertozzi.

Faixa tem produção de Edu Falaschi

A faixa “Fucking insane”, do EP “Sold-out in hell”, conta com a produção de Edu Falaschi, ex-vocalista do Angra e atualmente na banda Almah. De acordo com o guitarrista Guilherme Bertozzi, a escolha de trabalhar com Falaschi na música mais melódica do grupo foi estratégica, visto que o cantor é conhecido por trabalhos em bandas do chamado metal melódico e poderia auxiliar na construção dos arranjos vocais. “Foi ótimo trabalhar com um profissional talentoso como o Edu. Aprendemos muito nesse processo, além da satisfação de poder trabalhar junto com um cara que cresci escutando suas composições”, afirmou Bertozzi.



Paralelamente à promoção do EP “Sold-out in hell”, cuja turnê de divulgação vai começar em setembro deste ano, o Devils Paradise lançou, nesta semana, uma série de quatro vídeos acústicos, registrados ao vivo, com três músicas da banda e um cover de “Man in the Box”, do Alice In Chains. “Enquanto isso, estamos trabalhando em novas composições para o CD completo, que será lançado no ano que vem”, disse o guitarrista Guilherme Bertozzi.



Devils Paradise

Músicos

Diogo “Dizzy” Araújo (vocais)
Guilherme Bertozzi (guitarra)
Felipe Bedani (guitarra)
Vinicius Faria (baixo)
Pedro Tinello (bateria)

Faixas do EP

1. Disappear
2. S.O.I.M.
3. Sleeping with the enemy
4. Fucking insane
5. Level me
6. Far from home
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.