segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Após acidente de avião, Travis Barker ofereceu US$ 1 milhão para quem o matasse
segunda-feira, outubro 26, 2015


Travis Barker passou por um momento muito difícil em sua vida. Após sofrer um acidente de avião, em 2008, o baterista do Blink 182 teve 65% de seu corpo queimado. 

Diante das complicadas 27 cirurgias de recuperação que teria que fazer, o músico pensou em desistir da própria vida. Em entrevista ao programa "Good Morning America", da emissora ABC, Travis Barker revelou ter oferecido US$ 1 milhão para que algum de seus amigos o matasse. 

"Liguei para amigos meus e disse que depositaria um milhão de dólares na conta de quem fosse", disse o músico de 39 anos, que ainda revelou uma intervenção curiosa dos médicos. "Tiveram que tirar o telefone do meu quarto, porque eu estava fazendo essas ligações", afirmou. 

Apesar do traumático acidente, Travis Barker afirmou que estará preparado para superar o medo de voar quando seus filhos, Landon (12 anos) e Alabama (nove anos), disserem que estão prontos para isso. "Digo a eles, quando vocês estiverem pronto para voar, também estarei. Se meu filho chegar e disser para irmos para o Havaí ou para a Austrália... estarei na Austrália", disse o músico, que já deixou de fazer shows com o Blink 182 em 2013, na Oceania, por esse receio. 

O acidente de avião aconteceu em 20 de setembro de 2008. A aeronave Learjet 60 caiu em Columbia, na Carolina do Sul. Somente Travis Barker e o guitarrista Adam Goldstein, conhecido como DJ AM (ex-Crazy Town, sobreviveram. A piloto Sarah Lemmon, o co-piloto James Bland, seu agente Chris Baker e seu segurança pessoal Charles Still, que estavam na nave, faleceram. DJ AM sofreu uma overdose e foi encontrado morto no ano seguinte. 
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.