terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Descanse em paz, Lemmy Kilmister
terça-feira, dezembro 29, 2015


Morreu, na segunda-feira (28), o vocalista e baixista britânico Lemmy Kilmister, do Motörhead, aos 70 anos. Ele tinha diabetes e havia sofrido um infarto há algum tempo, mas faleceu em função de um câncer ainda não especificado.

A informação foi dada em primeira mão pelo jornalista Eddie Trunk, por meio do Twitter, e complementada em um comunicado oficial publicado pelo perfil do Motörhead nas redes sociais. "Ele soube do câncer no dia 26 de dezembro e estava em casa, em frente do seu videogame favorito [...]. Falaremos mais nos próximos dias, mas para agora, por favor, toquem a música de Lemmy de forma alta", afirma parte do texto.



Lemmy era um idealista. Sempre dizia que preferia influenciar músicos e bandas posteriores a ele do que faturar milhões com discos e shows. Permaneceu no palco até dias antes de sua morte e também costumava afirmar que tocaria até o último dia de sua vida. Chegou perto disso - fez shows até a metade deste mês.

Chegou ao auge já mais velho, depois de passar a juventude como roadie de Jimi Hendrix e como integrante do Hawkwind. O Motörhead engatou de vez em 1978, quando a formação se estabilizou com o guitarrista "Fast" Eddie Clarke e o baterista Phil "Philthy Animal" Taylor. O sucesso veio com "Ace Of Spades", álbum lançado em 1980, quando Lemmy já tinha 35 anos.



A experiência que tinha quando chegou ao auge fez com que Lemmy não se perdesse posteriormente, mesmo com as sucessivas mudanças de formação da banda e de tendências da música, que, já no meio dos anos 1980, deixou de dar destaque à New Wave Of British Heavy Metal (NWOBHM). A proposta artística do icônico vocalista e baixista era tão bem definida que fez com que o Motörhead construísse uma das discografias mais sólidas do gênero - são 22 álbuns de estúdio que, obviamente, têm nuances distintas, mas seguem um fio condutor, que é Lemmy.



Admiração

Lemmy morreu com o seu dever cumprido. Influenciou músicos do rock e heavy metal e conquistou uma admiração incontestável no meio. Pela internet, o seu falecimento foi lamentado por diversos nomes do segmento na noite de segunda-feira (28).

“Perdi um de meus melhores amigos. Sentirei sua falta, Lemmy. Um guerreiro e uma lenda. Te vejo do outro lado”, disse Ozzy Osbourne. “Descanse em paz, Lemmy. Um verdadeiro rocker até o fim”, manifestou-se o perfil do Aerosmith nas redes sociais. “Lemmy, você é um dos principais motivos pelo qual essa banda existe. Seremos sempre gratos por sua inspiração. Descanse em paz”, afirmou a conta do Metallica na web.

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.