segunda-feira, 13 de junho de 2016

Eric Clapton tem doença sem cura e luta para tocar guitarra
segunda-feira, junho 13, 2016


Reportagens divulgadas na última semana em veículos internacionais afirmam que Eric Clapton está com uma doença sem cura e tem lutado para continuar tocando guitarra. As informações foram confirmadas pelo próprio Clapton, em entrevistas recentes.

Sem dar muitos detalhes, Eric Clapton afirmou sofrer de uma doença sem cura que danifica o sistema nervoso. O músico diz que o último ano tem sido marcado por complicações relacionadas à saúde. "Tive muitas dores ao longo do último ano. Começou com dores nas costas que progrediram para uma neuropatia periférica. Hoje sinto como se levasse choques elétricos que correm por baixo de minhas pernas", disse, em entrevista à revista Classic Rock.

Clapton lançou um novo disco, intitulado "I Still Do", no mês passado. O músico também continua a fazer shows, mesmo que esporadicamente. "Ainda posso tocar. Mas tem sido um trabalho duro, às vezes. Refiro-me ao lado físico. Estou ficando velho e isso é duro. Mas eu ainda gosto de tocar. Sento-me em um canto de nossa sala, pego uma guitarra e toco na parte da manhã. À tarde eu descanso", contou.

Apesar dos problemas relacionados à sua saúde, Eric Clapton afirma estar surpreso por continuar vivo aos 71 anos, pois ele abusou de álcool e drogas ao longo de quase toda a vida. "Por ainda estar em recuperação do alcoolismo e da dependência de substâncias químicas, considero que é uma grande coisa estar vivo. Por alguma razão, fui arrancado das garras do inferno e me foi dada outra oportunidade", disse.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.