quinta-feira, 7 de julho de 2016

David Lee Roth: 30 anos de "Eat 'Em And Smile"
quinta-feira, julho 07, 2016


David Lee Roth - "Eat 'Em And Smile"
Lançado em 7 de julho de 1986

David Lee Roth deixou o Van Halen no auge. A banda ainda aproveitava os frutos de "1984", o único álbum que conseguiu impressionar tanto os fãs da banda quanto a estreia de 1978. As tensões entre DLR e Eddie Van Halen já estavam em um estágio avançado demais.

O principal desentendimento entre David Lee Roth e Eddie Van Halen tinha relação com a orientação artística que a banda deveria ter. Enquanto o vocalista queria algo mais cru e próximo dos primeiros trabalhos, o guitarrista queria inserir cada vez mais teclados e sintetizadores nas canções, adequando-se a um padrão oitentista que ele próprio ajudou a moldar com seu estilo, ainda no fim da década de 1970.


David Lee Roth - Yankee Rose por Pacotosman

Fora do Van Halen, David Lee Roth empenhou-se para fazer algo semelhante ao que queria quando ainda estava na banda. Algumas marcas do vocalista, como a predileção por instrumental virtuoso, as pitadas de jazz e o rock festeiro, estiveram claramente presentes em "Eat 'Em And Smile".

Também pudera: David Lee Roth contou com verdadeiros monstros na formação de sua nova banda. O ainda pouco conhecido guitarrista Steve Vai, o incrível baixista Billy Sheehan e o bom baterista Gregg Bissonette assumiram o instrumental do grupo e deram uma concepção ainda mais habilidosa ao hard rock farrista de DLR.



"Eat 'Em And Smile" é marcante. É como a adaptação mais afável possível ao speed metal. David Lee Roth mostrou que conseguia compor material relevante sem Eddie Van Halen. A técnica fora de série de Steve Vai, aliada ao baixo destacado de Billy Sheehan, criou um tipo de dueto/duelo entre os dois instrumentos de corda que ainda é copiado pelas bandas mais exibicionistas.

No geral, "Eat 'Em And Smile" cumpriu o seu papel ao obter tanto sucesso comercial quanto de crítica. O único detalhe esquecível é a versão em espanhol lançada para o disco. "Sonrisa Salvaje" é ruim e fracassou em vendas.



Não dá para dizer que os discos seguintes de David Lee Roth são ruins, mas a química de "Eat 'Em And Smile" jamais foi reproduzida novamente. Na tracklist, valem destaques para a nervosa "Yankee Rosa", a cadenciada "Ladies' Nite In Buffalo?", a virtuosa "Shyboy" e as versões para o jazz "I'm Easy" e o blues "Tobacco Road".



David Lee Roth (vocal)
Steve Vai (guitarra)
Billy Sheehan (baixo)
Gregg Bissonette (bateria)

Músicos adicionais:
Jeff Bova (teclado em 1)
Jesse Harms (teclado em 5)
Sammy Figueroa (percussão em 5)
The Waters Family (backing vocals em 10)
The Sidney Sharp Stings (instrumentos de cordas em 10)

01. Yankee Rose
02. Shyboy
03. I'm Easy
04. Ladies' Nite In Buffalo?
05. Goin' Crazy!
06. Tobacco Road
07. Elephant Gun
08. Big Trouble
09. Bump And Grind
10. That's Life

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.