quinta-feira, 28 de julho de 2016

Lendas do thrash metal se dividem sobre eleições nos EUA
quinta-feira, julho 28, 2016


A divisão entre a população dos Estados Unidos com relação às eleições presidenciais tem sido cada vez mais evidente. Os possíveis candidatos Donald Trump, conservador e empresário sem carreira política, e Hillary Clinton, democrata experiente no ramo, atraem discursos acalorados de cidadãos comuns e até pessoas célebres.

Dois nomes lendários do thrash metal, Kerry King (Slayer) e Dave Mustaine (Megadeth), comentaram sobre as eleições presidenciais em recentes depoimentos. Apesar de um deles - Mustaine - não ter dado muitos detalhes sobre sua opção de voto, os posicionamentos ficaram claros.

À revista Rolling Stone, Kerry King disse considerar Hillary Clinton como a "melhor opção" no momento. "Trump é só um animador de plateia. Um candidato ao estilo WWE. Por isso, parte da população o ama - é uma caricatura. Mas é o maior mentiroso da política, e estamos falando de um meio repleto de mentirosos", disse.

Em uma transmissão no aplicativo Periscope, Dave Mustaine foi questionado por um fã se ele admira Donald Trump. "Sou um fã de Donald Trump? Bom, ele é um empresário de sucesso. Votarei nele? Não é de sua conta. Posso te dizer uma coisa: não vou votar em Hillary Clinton. Votarei em Vic Rattlehead", disse, em menção ao mascote do Megadeth.

Veja também:

- Morte de Nick Menza encerra ciclo prematuro com Megadeth
- Ouça "Raining Blood", do Slayer, em versão no banjo
- Dave Mustaine se diz arrependido de ter dado soco na boca de James Hetfield
- Com técnica e muito peso, Megadeth se supera em "Dystopia"
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.