sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Veja tudo o que já se sabe sobre o novo disco do Metallica
sexta-feira, agosto 19, 2016


Enfim, o Metallica deu fim ao jejum de oito anos sem lançar um disco de inéditas. "Hardwired... To Self-Destruct" foi anunciado na tarde desta quinta-feira (18). O 10° álbum de estúdio do grupo chega ao público no dia 18 de novembro, por meio do selo próprio Blackened Recordings.

O hiato de oito anos sem lançar um disco de estúdio é o maior da trajetória do Metallica. "Death Magnetic", de 2008, foi o último. No entanto, isso não significou inatividade: o álbum "Lulu", de 2011, foi feito com o já falecido Lou Reed. O trabalho é considerado pela própria banda como uma colaboração separada da discografia do grupo. Além disso, o quarteto continuou a excursionar pelo mundo nos últimos anos.

"Hardwired... To Self-Destruct" está sendo feito, segundo os músicos, desde outubro de 2011, quando o baixista Robert Trujillo anunciou que o Metallica estava em estúdio compondo material novo. O trabalho começou a ser feito com a produção de Rick Rubin, mas passou para as mãos de Greg Fidelman, responsável pela mixagem de "Death Magnetic".



Greg Fidelman é um dos profissionais de estúdio mais requisitados dentro do metal nos últimos anos. Além de "Lulu", Fidelman produziu os discos "World Painted Blood" (2009) e "Repentless" (2015), ambos do Slayer; ".5: The Gray Chapter" (2013), do Slipknot.

No entanto, o trabalho de Greg Fidelman é mais consolidado na área de mixagem. Discos como "I'm With You" (2011), do Red Hot Chili Peppers; "21" (2011), de Adele; e "13" (2013), de Black Sabbath, estão em seu currículo nesse campo.

Nenhum integrante do Metallica explicou porque Greg Fidelman produziu "Hardwired... To Self-Destruct" no lugar de Rick Rubin. No entanto, em entrevista ao site Alternative Press, Kirk Hammett deu uma pista do que pode ter sido. "Ele [Greg] sabe como cobrar sem deixar o músico estressado. Rick Rubin nem sempre está por perto, enquanto Bob Rock é 100% presente. Greg é diferente, atua ao lado do engenheiro de som", afirmou.

A única música liberada até agora, "Hardwired", remete ao thrash metal praticado pela banda em seu início. Acelerada, a faixa tem pouco mais de três minutos e todos os elementos que fizeram o Metallica se consolidar nos tempos de "Kill 'Em All" (1983).

Apesar disso, Lars Ulrich disse, em recente entrevista à Humanity Magazine, que "Hardwired... To Self-Destruct" é "menos frenético" que o álbum antecessor, "Death Magnetic". "É mais diversificado", disse Ulrich.

"Hardwired... To Self-Destruct" terá 12 faixas, mas será um disco duplo. O álbum será lançado em CD, vinil, download digital e uma versão deluxe, com os riffs que deram origem às músicas que entraram na tracklist final.

Veja a lista de faixas de "Hardwired... To Self-Destruct":

Disco 1

01. Hardwired
02. Atlas, Rise!
03. Now That We´re Dead
04. Moth Into Flame
05. Am I Savage?
06. Halo On Fire

Disco 2

01. Confusion
02. Dream No More
03. ManUNkind
04. Here Comes Revenge
05. Murder One
06. Spit Out The Bone

Disco 3 (Deluxe Edition)

01. Lords Of Summer
02. Riff Charge (Riff Origins)
03. N.W.O.B.H.M. A.T.M. (Riff Origins)
04. Tin Shot (Riff Origins)
05. Plow (Riff Origins)
06. Sawblade (Riff Origins)
07. RIP (Riff Origins)
08. Lima (Riff Origins)
09. 91 (Riff Origins)
10. MTO (Riff Origins)
11. RL72 (Riff Origins)
12. Frankenstein (Riff Origins)
13. CHI (Riff Origins)
14. X Dust (Riff Origins)

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.