sábado, 24 de setembro de 2016

Billy Gibbons, do ZZ Top, surpreende em lista de discos preferidos
sábado, setembro 24, 2016


Ao lado do ZZ Top, Billy Gibbons se transformou em um ícone do rock em suas vertentes mais tradicionais, como o classic rock e o blues rock. No entanto, não quer dizer que Gibbons só escute músicas semelhantes à que toca com sua banda.

Em entrevista ao site The Quietus, Billy Gibbons escolheu seus discos favoritos. E, de forma surpreendente, o músico optou somente por álbuns lançados recentemente, de estilos mistos - vai de Motörhead a Chromeo, duo de dance-rock.

Gibbons explicou as suas escolhas. "Optei por trabalhos mais recentes. Pessoas me perguntam sobre Jimmy Reed, Muddy Waters ou até Howlin' Wolf, mas é bom dizer que a lista de grandes bluesmen, bem como o incrível período de lançamentos entre 1949 e 1959 já está nos livros de história", afirmou.

Veja as escolhas de Billy Gibbons (em ordem aleatória):

Surprise Vacation - "Stealing Office Supplies"
Charles Bradley - "Changes"
Dâm-Funk - "Invite the Light"
Erick Sermon - "E.S.P. (Erick Sermon’s Perception)"
Chromeo - "White Women"
Michael Kiwanuka - Love & Hate"
Quinn Sullivan - "Midnight Highway"
Carlene Carter - "Carter Girl"
Shemekia Copeland - "Outskirts of Love"
Lecherous Gaze - "Zeta Reticuli Blues"
Dinosaur Jr. - "Give a Glimpse of What Yer Not"
Isaac Rother and the Phantoms - "The Unspeakable Horror Of..."
Motörhead - "Bad Magic"
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.