sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Metallica relembra momento do acidente que matou Cliff Burton
sexta-feira, setembro 09, 2016


Às vésperas do 30° aniversário da morte do baixista Cliff Burton, que faleceu em 27 de setembro de 1986, James Hetfield e Kirk Hammett relembraram, em entrevista ao In The Studio, os momentos de pânico relacionados ao falecimento do músico. Burton foi morto em um acidente de ônibus na Suécia.

James Hetfield explicou que dormiu na parte de trás do ônibus no qual estava a banda porque estava com dor de garganta. "Todos os ônibus americanos de turnê têm as laterais de metal. Este tinha janelas, o que causou a morte. Passamos pelo que é chamado de gelo negro (uma camada de gelo vítreo sobre uma superfície), o veículo escorregou e Cliff foi arremessado, com o ônibus caindo em cima dele", afirmou.

Hetfield revelou o sentimento de angústia após o acidente. "Encontrar seu amigo esmagado não é algo que alguém queira ver. A primeira reação foi de raiva. Caminhei um pouco e ouvi o pessoal da equipe, que estava preso nas ferragens. Gritavam de dor, com ossos quebrados", disse.

Kirk Hammett reconheceu que a banda não dedicou muito tempo para se recuperar do trauma. "Nunca saberemos a verdade, estávamos dormindo na hora. Talvez até o motorista estivesse. Foi complicado ligar para amigos e familiares. Reviveu tudo, ainda fresco em nossas memórias. Ao voltarmos para casa, ainda lidamos com a sensação da perda e o funeral. Hoje, penso que não demos tempo suficiente para a recuperação. Voltamos duas semanas depois para decidirmos seguir em frente", afirmou.

Veja também:

- Opinião: Jason Newsted foi melhor do que Cliff Burton no Metallica?
- Metallica: o fantástico "Ride The Lightning"
- Veja 10 túmulos de estrelas do rock
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.