segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Para Ritchie Blackmore, Deep Purple deveria "sumir por uns anos"
segunda-feira, setembro 12, 2016


Ritchie Blackmore não esconde que não se dá bem com os integrantes remanescentes do Deep Purple. O ex-guitarrista saiu da banda em novembro de 1993, após uma reunião ocorrida na década de 1980 - com direito a saída e retorno de Ian Gillan, entre 1989 e 1992.

Em uma entrevista à Radio Veronica, Ritchie Blackmore deixou os problemas com o Deep Purple de lado e tentou dar um conselho à banda. Para o guitarrista, o grupo deveria dar mais pausas.

"Acho que eles aparecem mais do que deveriam. E ouço isso de muitas pessoas - que eles apenas vão em frente. Se eu fosse eles, daria uma pausa de cinco anos ou algo do tipo", disse Blackmore.

O guitarrista ainda explicou o motivo pelo qual o Deep Purple não dá pausas. "Alguns deles não estão felizes em casa, então eles gostam de estar na estrada. Para mim, estão fazendo o deles, o que é... quando saí, disse 'apenas arrumem outro guitarrista, não é grande coisa'. Então eles estão fazendo o deles", afirmou.

Ainda segundo Blackmore, os atuais integrantes do Deep Purple têm ficado doentes com frequência em função da agenda movimentada. "Acho que eles trabalham demais. E eu culpo o agente deles. É um tirano. Eles vão para o norte da Índia, depois para a Austrália, daí para América do Sul e, claro, as consequências vêm - alguns estão ficando doentes. Ian Gillan fica doente muitas vezes, então acho que deveriam dar um descanso", disse.

Por fim, Ritchie lembrou de quando o falecido tecladista Jon Lord falou sobre o mesmo assunto. "Lembro que, quando estava na banda, Jon Lord dizia 'não sei se o grupo saberá quando parar'. Achei engraçado", afirmou.

Veja também:

- Novo Rainbow impressiona, mesmo que só pela diversão
- Rock And Roll Hall Of Fame escancara o quão egocêntricos são nossos "ídolos"
- Ouça a guitarra isolada de 10 clássicos do rock
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.