sexta-feira, 18 de novembro de 2016

João Gordo revela lado sensível em biografia, que está em pré-venda
sexta-feira, novembro 18, 2016


Os fãs do apresentador e cantor João Gordo já podem garantir seu exemplar do livro “João Gordo: Viva la Vida Tosca”, biografia autorizada e escrita a quatro mãos por ele e pelo jornalista André Barcinski. Previsto para estar nas livrarias somente no fim do mês, já é possível reservar a obra, que entrou em pré-venda nos sites do Submarino, da Saraiva, da Amazon e da loja da banda Ratos do Porão.

Saiba mais:

O Brasil todo conhece João Gordo, o carismático e polêmico apresentador de TV e vocalista da banda punk Ratos de Porão. Por mais de 20 anos, João tem sido uma figura importante da cultura pop nacional, famoso por seu jeito escrachado e espontâneo, um personagem amado e odiado com igual intensidade.

Se todo mundo conhece João Gordo, poucos conhecem João Francisco Benedan.

Nascido em uma família pobre do subúrbio de São Paulo, João teve uma vida e tanto: rebelde desde pequeno, viveu conflitos intensos e violentos com o pai, Milton, policial da Rota, um homem de temperamento explosivo.

A solidão e as brigas com o pai fizeram com que João buscasse na música – mais especificamente, no punk rock, a música mais agressiva e contestadora que encontrou – uma válvula de escape para suas frustrações. E assim João Francisco Benedan virou João Gordo, cantor do Ratos de Porão, a banda mais suja e agressiva do Brasil, famosa em todo o mundo.

Mas João sempre foi um personagem mais interessante e complexo do que sua imagem fazia supor. Inteligente e dono de uma cultura pop impressionante, sempre se destacou por um senso de humor ácido e uma capacidade de rir da própria condição. Sua verve esperta e seu carisma o tornaram, a partir dos anos 1990, um dos personagens mais marcantes da TV brasileira, primeiro na MTV, onde revolucionou a emissora com programas escrachados e engraçados, e depois na TV Record, onde fez parte do elenco do programa Legendários.

Em João Gordo: Viva la Vida Tosca, ele conta, em primeira pessoa, toda a história de uma vida fascinante e desconhecida, por vezes hilariante, outras vezes triste e comovente. Com seu jeito sincero e sem papas na língua, João fala de tudo: das brigas com o pai, da história do punk brasileiro, de sua trajetória incomum na TV, de sua transformação em ídolo infanto-juvenil e dos excessos – de drogas, álcool e ego – que quase lhe custaram a vida.

O livro João Gordo é narrado em primeira pessoa, com o linguajar típico de João Gordo, e foi escrito pelo jornalista André Barcinski, que entrevistou João por quase dezoito meses. O resultado é um relato inesquecível da vida de uma figura incomparável de nossa cultura pop, um punk que se tornou ídolo da molecada e que nunca mudou seu jeito de ser.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.