sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Baixas vendas de "The Stage" eram esperadas pelo Avenged Sevenfold
sexta-feira, dezembro 16, 2016


O baixista Johnny Christ disse, em entrevista à Kaaos TV, que o Avenged Sevenfold esperava que as vendas de "The Stage", novo álbum do grupo, fossem baixas. O disco foi lançado sem muito aviso prévio e com ações limitadas de publicidade.

Christ afirma que o Avenged Sevenfold está mais interessado em um resultado a longo prazo do que vendas em um curto período. "Quando você assume este risco, meio que sabe o que vai acontecer. Não foi importante a forma que começou para nós, mas, sim, o pensamento: 'vamos ver como acaba'", disse.

Veja também:
- Resenha: Avenged Sevenfold permite-se 'renascer novamente' em "The Stage"
M. Shadows explica mudança de baterista no Avenged Sevenfold
Novo disco do Avenged Sevenfold decepciona e estreia em 4° nas paradas dos EUA

O músico diz que o grupo queria fazer algo diferente para acompanhar as reações. "Vimos o que aconteceu após as primeiras duas semanas de lançamento, agora, estamos prontos para sair por aí em turnê e ver onde isso tudo vai terminar", afirmou.

"The Stage" estreou em quarto lugar nas paradas Top 200 da Billboard, que representa as vendas nos Estados Unidos. Foram comercializadas 76 mil cópias do álbum em sua primeira semana de lançamento.

Apesar da marca expressiva, o desempenho de "The Stage" esteve bem abaixo do antecessor, "Hail To The King". Também em sua primeira semana, o trabalho lançado em 2013 teve 159 mil cópias comercializadas.

Com isso, "The Stage" interrompe a série de estreias em primeiro lugar nas paradas da Billboard. Tanto "Hail To The King" quanto "Nightmare", de 2010, conquistaram o topo dos charts americanos em suas primeiras semanas de lançamento.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.