quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Escritor fala sobre ansiedade e paranoia de Axl Rose
quarta-feira, dezembro 21, 2016


O escritor e jornalista Mick Wall falou, em entrevista à GQ, sobre um dos grandes enigmas do rock: Axl Rose. O vocalista, avesso a entrevistas e a alguns elementos da vida pública, ainda tem um comportamento pouco conhecido pelo público em geral.

Segundo Wall, Axl Rose sofre de ansiedade e paranoia. Ao referir-se à época pós-"Use Your Illusion Tour", que fez o Guns N' Roses caminhar para o fim, o escritor lembrou dos problemas pelos quais Rose passou ao lidar com os demais músicos da formação.

Veja também:
- Guns N' Roses e Lady Gaga virão para o Rock In Rio 2017, diz jornal
- Matt Sorum relembra exaustão e pianos no Guns N' Roses dos anos 90

"O problema é que Slash, Duff McKagan e Matt Sorum estavam tão fora de si que Axl sentiu que tudo estava fora de controle. Axl não é um demônio do rock, é uma pessoa profundamente danificada. Ele foi abusado sexualmente quando criança e seu padrasto era um religioso fanático que o espancava e o fazia ir à igreja cinco vezes por semana. A interação social, para ele, é quase impossível", afirmou.

Wall falou, ainda, sobre os problemas de ansiedade e paranoia que Axl Rose sofre. "Os níveis de ansiedade e paranoia dele estão fora do comum. Na turnê, ele era a grande estrela do mundo e estava cercado de músicos que estavam morrendo. Izzy Stradlin sai, Steven Adler é demitido ao tentar dar heroína para a esposa de Axl e dormir com ela. Em 1993, Axl fez o resto da banda assinar novos contratos que o davam controle sobre tudo. Como Slash disse para mim: 'aquele foi o momento em que perdi Axl'", disse.

O escritor e jornalista continua: "Axl pensou, na sessão de gravação seguinte, que era Brian Wilson ou Phil Spector. Isolou-se por duas décadas. Eles se estragaram completamente. São como o George Best (talentoso e errático jogador de futebol) do rock. Estou ainda mais convencido agora de que uma banda como aquela não acontecerá de novo. Em termos de um grupo gigante que vive em seu próprio mundo por bem ou por mal, aquilo se foi", afirmou.

Sobre o presente, Mick Wall diz que Axl Rose renasceu. "Agora, foi a primeira vez em que os três protagonistas se sentiram relaxados para falar sobre o que ocorreu. Axl Rose renasceu. Agora temos um Axl feliz. Nem o próprio Axl conheceu o Axl feliz até este ano. A verdade é muito mais estranha que a ficção", disse.

Mick Wall lançou, no último mês, o livro "Last Of The Giants: The True Story Of Guns N’ Roses". A obra aprofunda a história do Guns N' Roses, do auge à decadência e, provavelmente, também ao renascimento.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.