quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Megadeth sofreu pressão para ficar menos metal nos anos 1990
quinta-feira, fevereiro 23, 2017


O baixista David Ellefson disse, em entrevista ao Sixx Strings, que houve pressão para que o Megadeth ficasse mais comercial na década de 1990. A ideia era que a banda se aproximasse mais do rock e fugisse um pouco de suas raízes metálicas.

"Ao longo dos anos, especialmente no fim da década de 1990, quando tivemos grande sucesso comercial, sofremos com a pressão de fora, da gravadora, até dos empresários, para nos encaixarmos em algo mais rock, na veia mainstream, e não funcionou para nós. Demorou vários anos até que retomássemos o caminho devido", afirmou.

Ellefson destacou o bom trabalho feito com "Dystopia", justamente pela retomada às raízes thrash metal. "'Dystopia' é um grande disco de metal e fizemos com esta intenção. Dave Mustaine até disse, 'olha, se isto não funcionar, não tenho mais ideia'. E é engraçado, porque estávamos trabalhando em riffs complexos e arranjos e, no fim do dia, é o que nossos fãs querem de nós", disse.

Veja também:
- David Ellefson fala da felicidade do Megadeth em ganhar Grammy
- Novo disco do Megadeth pode começar a ser gravado em 2017
- 5 discos solo que foram lançados sob o nome de bandas
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.