quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Mike Portnoy conta como foi o "triste fim" do Twisted Sister
quarta-feira, fevereiro 08, 2017


O baterista Mike Portnoy revelou, em entrevista ao Loudwire, como foi o fim do Twisted Sister. Ele substituiu o falecido A.J. Pero na banda, que optou por fazer uma turnê de despedida após a morte do músico. O último show aconteceu em Monterrey, México, no dia 12 de novembro de 2016.

"Algumas das melhores memórias da minha carreira foram desses últimos shows com eles. Alguns desses festivais na Europa (onde o Twisted Sister foi headliner ao lado do Iron Maiden) foram surreais", disse.

- Widowmaker: o projeto de Dee Snider que poderia ter dado certo
- O motivo pelo qual o Twisted Sister negou "We're Not Gonna Take It" a Trump

Mike Portnoy revela uma conversa entre os músicos antes do último show no México. "Jay Jay (French, guitarrista) chamou todo mundo para o camarim e fez um discurso emocionado, tanto ele quanto Dee (Snider, vocalista), e colocaram seus corações para fora", disse.

Ele continua: "Jay Jay ficará bravo por eu falar isso, mas ele começou a chorar. Foi muito emocionante e triste. Acho que foi quando eles realmente notaram que era o último show. Fomos para o palco, tocamos e tivemos uma plateia incrível. Foi um triste fim para uma carreira incrível".

Portnoy disse, por fim, que espera que outros shows sejam feitos, apesar do Twisted Sister ter prometido que não volta mais.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.