terça-feira, 4 de abril de 2017

Saiba mais sobre a doença que acometeu Eric Clapton
terça-feira, abril 04, 2017


O guitarrista Eric Clapton foi visto de cadeira de rodas no aeroporto de Los Angeles, nos Estados Unidos. Uma foto do músico em tais condições foi registrada o último dia 30, quando completou 72 anos de idade.

Em meados de junho do ano passado, Eric Clapton revelou estar sofrendo de neuropatia periférica, uma doença que afeta o sistema nervoso e a movimentação dos membros. A informação foi divulgada pelo próprio após a imprensa internacional ter especulado que ele passava por sérios problemas de saúde.

O que Clapton disse

O músico conversou sobre o assunto, na ocasião, em entrevista à Classic Rock. Ele confirmou que a doença danificou o seu sistema nervoso e que, desde 2015, tem tido complicações relacionadas à saúde.

"Tive muitas dores ao longo do último ano. Começou com dores nas costas que progrediram para uma neuropatia periférica. Hoje sinto como se levasse choques elétricos que correm por baixo de minhas pernas", disse, em entrevista à revista Classic Rock.

Clapton lançou um novo disco, intitulado "I Still Do", em 2016. O músico também continua a fazer shows, mesmo que esporadicamente. "Ainda posso tocar. Mas tem sido um trabalho duro, às vezes. Refiro-me ao lado físico. Estou ficando velho e isso é duro. Mas eu ainda gosto de tocar. Sento-me em um canto de nossa sala, pego uma guitarra e toco na parte da manhã. À tarde eu descanso", contou, na época.

Apesar dos problemas relacionados à sua saúde, Eric Clapton afirma estar surpreso por continuar vivo após mais de 70 anos, pois ele abusou de álcool e drogas ao longo de quase toda a vida. "Por ainda estar em recuperação do alcoolismo e da dependência de substâncias químicas, considero que é uma grande coisa estar vivo. Por alguma razão, fui arrancado das garras do inferno e me foi dada outra oportunidade", disse, na ocasião.

A doença

A neuropatia periférica afeta os nervos periféricos. Muitas vezes, pode ser incapacitante. Às vezes, pode ser fatal.

Existe a mononeuropatia, que atinge apenas um nervo e a polineuropatia, que afeta vários nervos, simetricamente, em ambos os lados do corpo. A última pode se ampliar progressivamente.

As possíveis causas da neuropatia periférica são mistas: diabetes, alcoolismo, insuficiência renal crônica, paraneoplasia, infecções, amiloidose e sarcoidose são algumas deles. A quimioterapia, utilizada no tratamento do câncer, também pode induzir a neuropatia periférica.

Pelos relatos de Eric Clapton, possivelmente, ele sofre de polineuropatia, visto que vários nervos do músico foram afetados e comprometeram a sua mobilidade. Ainda é possível inferir, por suas declarações, que o abuso de bebidas alcoólicas ao longo das décadas pode ter sido o principal responsável por esta condição.

Veja também:
- Eric Clapton é flagrado em cadeira de rodas
- BBM: quando o Cream "voltou" com Gary Moore no lugar de Eric Clapton
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.