segunda-feira, 1 de maio de 2017

10 monstros do rock que não querem parar de trabalhar
segunda-feira, maio 01, 2017


Celebrado neste dia 1° de maio, o Dia do Trabalho tem uma conotação diferente do que pretende-se apresentar neste texto. Entretanto, não deixa de ser uma boa oportunidade para relembrar alguns rockstars que, mesmo em idade avançada ou com uma obra extensa já lançada, não desejam parar de trabalhar.

Veja:

Paul McCartney



Um dos grandes músicos da história, Paul McCartney nunca chegou a parar. Com dezenas de discos lançados - com Beatles, Wings, solo e em projetos de música clássica, eletrônico e trilha sonora -, McCartney é o exemplo de artista incansável.

Mesmo com 74 anos de idade, Paul McCartney não planeja parar. Ainda que não tenha lançado um novo disco desde "New", de 2013, o ex-Beatle segue de forma exaustiva na estrada - inclusive, virá ao Brasil, em outubro deste ano, para uma série de quatro shows.

Ringo Starr



O ex-baterista dos Beatles também não planeja parar. Com quase 20 discos de estúdio lançados em carreira solo, fora registros ao vivo e livros, Ringo Starr também é do tipo "incansável".

Seu último disco de estúdio, "Postcard From Paradise", foi lançado em 2015. Ringo ainda não começou a fazer turnês em 2017 - suas últimas apresentações ocorreram no fim de 2016 -, mas é uma questão de tempo até que ele volte aos palcos.

Bob Dylan



Para um artista de 75 anos, Bob Dylan está incrivelmente produtivo. Ele lançou três discos nos três últimos anos - "Shadows in the Night" (2015), "Fallen Angels" (2016) e "Triplicate" (2017) - e não tem saído da estrada.

Somente neste ano, Bob Dylan já fez mais de 20 apresentações. Desde a metade da década de 1980, o músico britânico não passa um ano sem fazer, pelo menos, 70 shows - em média, uma performance a cada cinco dias.

Rolling Stones



As atividades dos setentões dos Rolling Stones estão em marcha lenta, é verdade. Foram apenas dois discos lançados neste século, além de turnês mais enxutas, com menos apresentações, e recessos que duram, geralmente, um ano.

Ainda assim, os Stones não planejam parar. Eles percorreram a América Latina ao longo do início de 2016 e, no fim do mesmo ano, divulgaram "Blue & Lonesome", um disco de covers de blues que, aparentemente, estava nos planos há muito tempo.

Deep Purple



O Deep Purple pode parar em breve. Entretanto, desconversam sempre que o assunto "aposentadoria" é pautado.

O quinteto reduziu suas atividades após o baterista Ian Paice ter sofrido uma isquemia. Meses depois do problema de saúde, anunciaram uma turnê intitulada "Long Goodbye Tour", em tom de "adeus".

No entanto, os próprios músicos dizem, em entrevistas, que não sabem quando pretendem parar. E lançaram, há pouco tempo, o álbum "InFinite".

Alice Cooper



Mesmo já estando na chamada "terceira idade", Alice Cooper segue um ritmo de trabalho impressionante. Ainda que tenha lançado menos trabalhos solo - o último foi "Welcome 2 My Nightmare", de 2011 -, Alice continua viajando pelo mundo com seus shows pra lá de performáticos. Cumpre, à risca, uma média de 70 a 120 apresentações por ano.

Como se não bastasse, Alice Cooper ainda se envolveu com o Hollywood Vampires, supergrupo com o guitarrista Joe Perry, o ator Johnny Depp e o bateritsa Matt Sorum, além do baixista Robert DeLeo, que substituiu Duff McKagan no início de 2016. O grupo lançou seu primeiro disco, autointitulado, em 2015. Depois, seguiu em turnê mundial, com direito a show no Rock In Rio daquele ano.

Scorpions



Não dá para dizer que o Scorpions não tentou parar. O grupo lançou uma turnê de aposentadoria, no início da década, que acabou durando tanto tempo que os alemães decidiram: só vão parar quando estiverem próximos da morte.

Ainda que o ano de 2017 não tenha começado a todo vapor para o Scorpions, os anos anteriores foram de muito trabalho. O disco mais recente, "Return to Forever", é de 2015. Já 2016 foi dedicado aos shows - mais de 70 no total.

Para este ano, o Scorpions já divulgou que fará uma turnê conjunta com o Megadeth, entre setembro e outubro, na América do Norte. A tour será intitulada "Crazy World", em menção ao disco icônico de 1990 e, segundo os músicos, "aos tempos loucos que vivemos atualmente".

Buckethead



Ainda que seja mais jovem que os demais dessa lista, Buckethead mantém-se produtivo de forma curiosa. O guitarrista, que ainda não chegou aos 50 anos de idade, já lançou quase 300 discos solo em sua carreira - 19 deles, somente em 2017.

Há, ainda, os trabalhos com outros projetos, como Death Cube K, Travis Dickerson, Viggo Mortensen, Brain e outros. Isto faz com que Buckethead não se apresente tanto, mas os lançamentos já compensam essa situação.

The Who



Curiosamente, o The Who parece estar mais produtivo agora do que em anos anteriores. O grupo fez cerca de 50 shows no ano passado - uma média que não era atingida há um bom tempo - e começou 2017 a todo vapor, com uma série de performances pelo Reino Unido.

Ainda neste ano, o The Who virá, pela primeira vez, ao Brasil. O grupo se apresentará no festival Rock In Rio, em setembro, além de outras datas externas, como o festival São Paulo Trip.

Aerosmith



O Aerosmith vive a mesma situação pela qual o Scorpions passou há alguns anos. A banda quer se aposentar, visto que os músicos já passaram dos 60 anos de idade e se sentem desgastados. Só que, no fundo, não parece ser o que os envolvidos querem.

Entre a metade do ano passado e o início deste ano, o Aerosmith anunciou uma turnê de despedida e, praticamente, voltou atrás. Depois de afirmarem que excursionariam somente até o fim de 2018, os músicos disseram que não sabem quando pretendem parar. A "Aero-Vederci Baby Tour" segue em pauta, todavia, não se sabe até quando ela seguirá. Vale destacar que, neste meio tempo, Joe Perry chegou a passar mal durante um show do Hollywood Vampires, após sofrer um colapso.

Diante dessa situação, ainda que a agenda de shows esteja cada vez mais enxuta, o Aerosmith tem feito mais shows fora de seu território natal - com os shows de setembro, serão três passagens pelo Brasil somente nesta década. Além disso, a discografia do grupo deve ganhar mais um item após "Music From Another Dimension!" (2012). Joe Perry já fala em gravar um próximo álbum.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.