segunda-feira, 15 de maio de 2017

O que já se sabe sobre as acusações de plágio contra o Iron Maiden
segunda-feira, maio 15, 2017


Desde que foi divulgada, a acusação de plágio contra o Iron Maiden, devido às músicas "Hallowed Be Thy Name" (lançada em 1982) e "The Nomad" (divulgada em 2000), se tornou assunto entre os fãs da donzela de ferro. O jornal "The Sun" foi o primeiro a noticiar o fato, citando apenas "Hallowed...".



A situação ganhou um novo capítulo quando a banda retirou "Hallowed Be Thy Name", que é um dos grandes clássicos de sua discografia, dos shows da turnê que promove "The Book Of Souls". O assunto é complexo e já tem diversos desdobramentos.



Por isso, a lista abaixo compila o que já se sabe sobre as acusações de plágio sofrida pelo Iron Maiden. Veja:

Quem?

As acusações de plágio foram feitas pelo músico britânico Brian Quinn (Ingham), por meio de seu empresário e editor musical, Barry McKay.

A ação judicial foi movida contra:

- o baixista Steve Harris e o guitarrista Dave Murray, ambos do Iron Maiden;
- a companhia de edição musical Imagem London Ltd;
- e o guitarrista Robert Barton, que integrou o Beckett, banda que gravou a música feita por Quinn e que é alvo da disputa - Barton é, inclusive, co-autor da canção;

O quê?

A mesma composição de Brian Quinn teria servido para os supostos dois plágios praticados pelo Iron Maiden. Trata-se de "Life's Shadow", gravada pela banda Beckett em 1974.

Quinn alega que o Iron Maiden copiou trechos da letra para a constituição das estrofes de "Hallowed Be Thy Name" (creditada a Steve Harris) e da melodia para a elaboração de "The Nomad" (creditada a Harris e Dave Murray).



Como?

Brian Quinn apenas co-escreveu "Life's Shadow". Ele não era integrante do Beckett, nem participou da gravação da música. A canção foi composta ao lado de Robert Barton.

Quanto?

Brian Quinn estaria pedindo 200 mil libras pelos créditos autorais. A informação foi divulgada pelo jornal "The Sun", todavia, por se tratar de um tabloide, pode carecer de confirmações.

Comparação

É mais complexo determinar um plágio melódico no que se refere a "The Nomad", mas duas estrofes da letra de "Hallowed Be Thy Name" são, de fato, bem parecidas com "Life's Shadow". Compare:

Beckett - "Life's Shadow"
"Mark my words my soul lives on
Please don't worry cause I've have gone
I've gone beyond to see the truth
While I consider my new youth
When your time is close at hand
Maybe then you'll understand
Life down there is just a strange illusion"

Iron Maiden - "Hallowed Be Thy Name"
"Mark my words please believe my soul lives on
Please don't worry now that I have gone
I've gone beyond to see the truth
When you know that your time is close at hand
Maybe then you'll begin to understand
Life down here is just a strange illusion"

A resposta

Steve Harris disse, em recente comunicado, que havia feito um acordo prévio com relação aos créditos de "Hallowed Be Thy Name". Só que o acordo em questão foi feito com Robert Barton, o outro co-autor da composição.

A mesma informação foi divulgada por um representante da banda, logo quando o caso se torno público. Brian Quinn e Barry McKay não se pronunciaram sobre o suposto combinado prévio.

De ídolo para fã

No mesmo comunicado citado no item anterior, Harris diz que é fã do Beckett. E é verdade: o Iron Maiden lançou, em 1984, um cover para "Rainbow's Gold", canção gravada pela banda dez anos antes. A faixa está presente no single de "2 Minutes To Midnight".



Fã de quem?

O Beckett, aliás, não é uma banda conhecida. O grupo lançou apenas o seu disco de estreia, autointitulado, em 1974. O vocalista, Terry Wilson-Slesser, é notável pelos "quases" em sua carreira: ele quase cantou no disco solo de Paul Kossoff (ex-Free), "Back Street Crawler" (1973) e se candidatou à vaga para vocalista do AC/DC, em 1980, após a morte de Bon Scott. Ele também integrou a posterior banda solo de Kossoff, Back Street Crawler, e foi backing vocal do Michael Schenker Group.



Ausente desde 2016

A informação de que o Iron Maiden havia retirado "Hallowed Be Thy Name" do repertório da "The Book Of Souls Tour" foi divulgada no último fim de semana. Entretanto, a canção não é tocada desde a última apresentação do Maiden em 2016, no Wacken Open Air. Nos shows realizados em 2017, "Hallowed..." sequer chegou a ser executada.



Veja também:
- O boicote que o Iron Maiden sofreu por "The Number Of The Beast"
- Bruce Dickinson: a depressão e o medo de cantar mal após o câncer
- Formações originais: e se grandes bandas as mantivessem?
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.