sexta-feira, 19 de maio de 2017

Relatório policial descreve últimas horas e morte de Chris Cornell
sexta-feira, maio 19, 2017


Um relatório policial da investigação sobre a morte de Chris Cornell foi divulgado nesta sexta-feira (19). O texto revela mais detalhes sobre as últimas horas de Cornell, que foi encontrado morto em um quarto de hotel, em Detroit, nos Estados Unidos, após um show do Soundgarden.

Segundo o relatório, obtido e divulgado pelo site "Detroit News", Chris Cornell teve uma ligação telefônica "problemática" com sua então esposa, Vicky, horas antes de morrer. Na conversa, ele disse que havia tomado "um ou dois Ativan extra" e estava balbuciando palavras, o que reforça o depoimento de Vicky divulgado também nesta sexta, mais cedo.

O texto a seguir mantém tradução do site da revista "Rolling Stone". Veja:

A saída do local do show

Após o show do Soundgarden ter sido encerrado, por volta das 23h30 (horário local), o segurança de Chris Cornell, Martin Kirsten, disse que acompanharia o cantor até o quarto do hotel onde ele estava hospedado. A ideia era que Kirsten consertasse o computador de Chris e o desse dois Ativan, que a vítima toma devido a transtornos de ansiedade.

Depois, houve a ligação telefônica de Chris com Vicky. Além das revelações já feitas pela viúva, foi acrescentado que o músico disse, repetidas vezes, "estou cansado" antes de desligar o telefone de forma abrupta.

Preocupação e trancas

Após isso, Vicky pediu para Martin Kirsten checar o quarto de seu marido. Apesar de ter a chave, Kirsten não conseguiu abrir a porta, porque estava trancada, aparentemente, de forma interna, com um trinco. O guarda-costa, então, chamou os seguranças do hotel, que disseram que não poderiam deixá-lo entrar por não haver autorização prévia.

Mesmo com a recusa, Kirsten chutou a porta do quarto de Chris Cornell e entrou. A porta do cômodo onde estava a cama também estava trancada internamente, então, o guarda-costas avisou aos seguranças do hotel antes de arrombá-la.

Faixa no pescoço e morte declarada

Finalmente, Kirsten chegou até Chris Cornell e o encontrou deitado no chão do banheiro, com sangue saindo de sua boca e uma faixa vermelha em volta de seu pescoço. Essa faixa, segundo o site TMZ, foi envolvida a um mosquetão que foi preso na maçaneta.

Os médicos entraram no quarto de Chris Cornell pouco antes de 1h da manhã. O músico foi declarado morto à 1h30.

Veja também:
- Chris Cornell e a sensação de que poderia ter oferecido ainda mais
- Cantor consumia remédio prescrito; família está indecisa sobre suicídio
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.