terça-feira, 20 de junho de 2017

Chester se irrita com reação de fãs a "Heavy" em show do Linkin Park
terça-feira, junho 20, 2017


O vocalista Chester Bennington se irritou com a reação de alguns fãs com a música "Heavy", o principal single do disco mais recente do Linkin Park, "One More Light". A canção, de pegada mais pop, esteve presente no repertório do grupo no Hellfest, no último fim de semana.

Um vídeo mostra que Chester Bennington, com o semblante fechado, encarou e acenou para uma pessoa na plateia que havia atirado uma garrafa em sua direção. Próximo ao fim da filmagem, é possível ver Chester direcionando beijos a uma parte específica do público.



Pelo Twitter, Chester explicou o motivo dos beijos. "Hellfest foi divertido. Me diverti vendo as pessoas fazendo mosh em 'In The End' e depois virarem as costas quando tocamos 'Heavy'. Mandei beijos a eles. Depois, me mandaram corações de volta. Saudei a enorme multidão de almas condenadas ao Hellfest com minha voz metal, então tocamos 'Invisible'. O olhar foi de choque no rosto das pessoas", disse o cantor.

Chester continua: "Brincadeiras à parte, a plateia foi ótima e lidou bem com o nosso set. Nossos fãs franceses são incríveis. Mais alguém achou engraçado quando as mesmas pessoas que nos chamaram de 'vendidos' sugeriram que nós mudássemos nosso repertório para nos adequarmos ao Hellfest?".

Ainda pela rede social, um fã chegou a comentar que "In The End" é uma das músicas mais pop do Linkin Park. Chester concordou: "Eu sei! Eles vão fazer mosh com 'Heavy' daqui 15 anos também".

- Veja também: Gravadora queria tirar Mike Shinoda do Linkin Park
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.