quarta-feira, 19 de julho de 2017

'Pull Me Under' é a música mais importante do Dream Theater, diz Petrucci
quarta-feira, julho 19, 2017


'Pull Me Under' é a música mais importante da carreira do Dream Theater. A opinião é do guitarrista John Petrucci, que falou sobre o maior hit da banda em entrevista ao canal virtual alemão Gitarre & Bass (transcrita pelo Blabbermouth).

Durante o bate-papo, John Petrucci disse que o sucesso 'Pull Me Under' foi uma surpresa para todos. A canção chegou ao top 10 das paradas rock da Billboard e impulsionou as vendas do álbum "Images And Words", que conquistou disco de ouro nos Estados Unidos.

"Ela tem oito minutos de duração, não foi feita para ser single. As músicas que tocavam nas rádio não tinham nada a ver com o Dream Theater, mas, por alguma razão, pegou a ponto de pessoas ligarem para as rádios e falarem: 'Qual é essa banda? Oh meu Deus! Quero ouvir essa música de novo'. E isso provocou uma bola de neve e cresceu, e 'Pull Me Under' se tornou um hit de rádios rock", afirmou.

Questionado se 'Pull Me Under' é a música mais importante da carreira do Dream Theater, John Petrucci afirmou que "sim". "No que diz respeito ao futuro, ela nos colocou no mapa. Deixamos de ser os caras locais que excursionavam com uma van, tocando para poucas pessoas, para nos tornarmos uma banda de turnês internacionais, com essa carreira produtiva. Sem essa faísca inicial, talvez não teríamos o sucesso que temos hoje. Ou talvez teríamos. Não sei. Mas, certamente, nos ajudou muito", disse.

'Images And Words'

O guitarrista revelou, ainda, que o sucesso de 'Images And Words' o deixou surpreso. "Não tínhamos ideia que aconteceria o que aconteceu - lançar nossa carreira internacional como banda. Sequer escrevemos músicas que tivessem esse potencial, pois tudo o que tocava nas rádios não soava como Dream Theater, então nem pensávamos que teríamos chances", afirmou.

Petrucci relembrou o que fazia sucesso no período. "As rádios estavam tocando Nirvana e Pearl Jam, além de algumas bandas meio anos 80. Até a banda com a qual o produtor David Prater havia trabalhado logo antes de nós, era o Firehouse, uma grande banda de pop-metal, com baladas. Então, nem pensávamos que teríamos espaço", disse.

Apesar da situação na época, o guitarrista diz que 'Images And Words' acabou se saindo bem. "Temos orgulho disso. Sabíamos que soava bem. Lembro de tocar o disco para alguém e a reação sempre era: 'wow, isso realmente é bom'. Sabíamos que havia algo ali, mas não tínhamos ideia do que nos proporcionaria", afirmou.

Assista à entrevista na íntegra (em inglês e sem legendas):

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.