quarta-feira, 26 de julho de 2017

Guns N' Roses voltará a St. Louis 26 anos após tumulto; como será?
quarta-feira, julho 26, 2017


O guitarrista Richard Fortus comentou, em entrevista ao St. Louis Post-Dispatch, sobre o retorno do Guns N' Roses à cidade americana de St. Louis. O grupo retorna ao município na próxima quinta-feira (27), mais de 25 anos após a fatídica apresentação realizada em 1991, que acabou em confusão generalizada.

Fortus, que é natural de St. Louis, disse que "uma série de eventos infelizes" conduziram ao ocorrido. "Imagino que Axl esteja apreensivo (pelo retorno), embora ele nunca tenha expressado isso a mim, então, não sei. Mas sei que algumas pessoas aqui estão apreensivas. Pessoas perderam empregos graças ao que aconteceu. Algumas pessoas estão tipo: 'f*da-se esse cara, não vou dar dinheiro a ele. Eu entendo", afirmou.

Por outro lado, Richard Fortus destacou um ponto que pode fazer muitas pessoas considerarem ir ao show: nos dias de hoje, não há muitas grandes bandas de rock capazes de lotar um estádio. "Eu não gostaria de perder isso. Não há outro show com esse, será um evento. E faz muito tempo", disse.

Será que Axl Rose pode mencionar a confusão de 1991 durante o show desta quinta? "Conhecendo Axl, imagino que sim. Mas não tenho ideia. Se nada mais, ele fará uma piada", afirmou.

O que aconteceu

Acabou em tumulto a apresentação que o Guns N' Roses fez em St. Louis no dia 2 de julho de 1991, no anfiteatro Riverport - hoje, renomeado para anfiteatro Hollywood Casino. A banda faria um show de duas horas, pertencente à turnê "Use Your Illusion", mas Axl Rose se irritou com uma pessoa na plateia que estava filmando a apresentação sem a devida autorização.

Axl se jogou no meio do público para enfrentar o homem e deu início a uma confusão generalizada, resultando em pelo menos 75 feridos, 13 prisões e cerca de US$ 200 mil em danos à casa de shows, que havia sido inaugurada pouco tempo antes. Estima-se que 3 mil dos 15 mil fãs presentes participaram da confusão.

O vocalista foi alvo de quatro acusações de contravenção e uma de danos materiais. Um juiz determinou que ele deveria pagar US$ 50 mil a cinco instituições de caridade. Ele também encarou ações judiciais de pessoas que estavam na plateia e do próprio anfiteatro. No fim das contas, o cantor prometeu que nunca voltaria à cidade - mas também jurou que nunca voltaria a tocar com Slash, então, não dá para dizer que Rose é um cara de promessas.

Richard Fortus disse que estava tocando com outra banda, o Eyes, no dia do tumulto. "Lembro de pessoas que saíram do show com pedaços de cadeiras. Não notei a proporção disso naquele momento. Eu estaria lá se não estivesse trabalhando", afirmou.

Veja: As mais bizarras brigas entre músicos e fãs
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.