terça-feira, 4 de julho de 2017

Rick Rubin foi demitido da produção do 2° disco do Velvet Revolver
terça-feira, julho 04, 2017


O segundo - e último - disco do Velvet Revolver, "Libertad" (2007), contaria com a produção de Rick Rubin, consagrado por trabalhos com Slayer, Red Hot Chili Peppers, AC/DC, Johnny Cash, System Of A Down e outros. Contudo, Rubin acabou demitido por desejo do falecido vocalista Scott Weiland.

A informação foi revelada pelo guitarrista Dave Kushner, em entrevista ao podcast Appetite For Distortion. "Não estávamos prontos para fazer um disco. Começamos com Rick Rubin. Ele tinha uma forma bem relaxada de gravar. Você compõe algumas coisas, grava as demos, ele ouve e diz: 'oh, isso é bom, por que você não trabalha nisso um pouco mais?'. Quando ele pensa que você está pronto, diz: 'certo, vamos gravar'", contou Kushner.

O método de Rick Rubin deixou os integrantes do Velvet Revolver bem impacientes. "Na época, ele cobrava preços diferentes para bandas novas ou estabelecidas. Éramos uma banda nova nas nossas mentes, pensávamos que sairia mais barato, mas pegamos a taxa mais cara. Scott apelou e disse: 'f*da-se, vou ligar para Brendan O'Brien agora mesmo'. Ele falou com Brendan, que estaria disponível na semana seguinte. Foi dessa forma que trocamos produtores e a banda aceitou, porque estávamos impacientes", disse o guitarrista.

Dave Kushner reconhece que "Libertad" não é tão bom quanto o disco de estreia, "Contraband" (2004). "Não estávamos prontos, as músicas não estavam ali. Há grandes canções nele, mas não tem nenhuma 'Slither'. 'The Last Fight' poderia ser como 'Fall To Pieces', mas não havia um hit. Não gostei de 'She Builds Quick Machines' ter sido o primeiro single. Nunca fui um grande fã dela, lutei para que 'Get Out The Door' fosse o single, era mais cativante. Parece que fizemos nossas músicas ficarem mais 'Frankenstein' durante a produção", afirmou.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.