terça-feira, 29 de agosto de 2017

Fãs de Rage Against não gostaram do Audioslave, diz baixista
terça-feira, agosto 29, 2017


O baixista Tim Commerford disse, em entrevista ao podcast de Eddie Trunk (transcrição por Ultimate Guitar), que muitos fãs de Rage Against The Machine não gostaram do Audioslave. O grupo contava com Chris Cornell nos vocais e a parte instrumental do RATM o acompanhava.

Durante o bate-papo, Commerford citou que Chris Cornell foi indicado pelo produtor Rick Rubin. "Nos conhecemos na casa de Rick Rubin e ele disse: 'vocês deviam se juntar a Chris'. E éramos grandes fãs na época. Apenas para nos empolgarmos, ouvimos 'Slaves And Bulldozers' naquele dia", disse.

Apesar de Commerford estar inseguro com relação a impressionar Cornell, as coisas deram certo. No entanto, alguns fãs de Rage Against The Machine não curtiram a novidade. "Muitas pessoas não gostaram e foram contra. Vários fãs do Rage não gostaram!", afirmou.

O baixista refletiu sobre as possíveis razões. "Falávamos com uma audiência diferente daquela do Rage. E tenho orgulho de não termos sido o Rage, nem tentamos fazer o Rage novamente. Fizemos algo diferente e fora da caixa para nós", disse.

Ainda segundo Commerford, a experiência com o Audioslave foi responsável por dar confiança musical a ele e a seus colegas, Tom Morello e Brad Wilk. "Aquilo construiu nossa confiança como músicos e nos fez melhorar. E ajudou a criar o Prophets Of Rage", afirmou.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.