sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Material inédito do Audioslave pode ser lançado; havia planos de reunião
sexta-feira, setembro 01, 2017


O guitarrista Tom Morello disse que existe material inédito do Audioslave. Ele afirmou, ainda, que os registros podem ser lançados ao público. A revelação foi feita em entrevista ao Music Radar.

Questionado se esse material será lançado, Tom Morello disse: "Espero que sim, porque há materiais incríveis da banda atualmente guardados".

Morello destacou, ainda, que o Audioslave tinha planos para se reunir antes do suicídio de Chris Cornell, em maio deste ano - a banda chegou a fazer um show, em janeiro, durante um evento anti-Donald Trump. "É tão triste: conversamos sobre fazer mais shows do Audioslave, lançar esse material e fazer algo juntos em um futuro não tão distante", afirmou.

Ao longo da entrevista, Tom também foi questionado se tem alguma lembrança sobre Chris Cornell na guitarra. "Ele tinha um talento de composição incrível e pouco ortodoxo. Mas era meio Beatles, meio Black Sabbath, feito fora do padrão 4/4 e ficava interessante. E em algumas músicas do Audioslave, ele contribuía com progressões de acordes", disse.

O guitarrista citou uma progressão em especial que foi feita por Chris Cornell. "Uma das partes mais difíceis das músicas do Audioslave, para mim, é a ponte de 'Like A Stone', com acordes de Chris. Era tão contra-intuitivo para mim, ele tinha inclinações únicas que faziam a música bonita. Ainda hoje, preciso de uma folha com as notas quando vou tocar 'Like A Stone'", afirmou.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.