sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Quando o Black Sabbatou sacaneou ocultistas de modo inusitado
sexta-feira, setembro 22, 2017


Em entrevista à Metal Hammer, o guitarrista Tony Iommi relembrou uma história inusitada relacionada ao Black Sabbath. No auge da popularidade da banda, os músicos sacanearam, de forma inusitada, alguns ocultistas que pensavam que eles eram adeptos à feitiçaria.

Inicialmente, Iommi relembrou como era a situação do Black Sabbath no começo dos anos 1970. "Tínhamos feiticeiras, ocultistas e afins se aproximando de nós. Ficou preocupante, especialmente na América, porque pegavam pesado nessas coisas. As igrejas começaram a ficar contra nós, a coisa ficou cabeluda. Tentaram nos banir de diversas formas", afirmou.

Então, o guitarrista comentou sobre uma situação específica. "Três feiticeiras foram ao show e viram que tínhamos três cruzes que não estavam invertidas, então, elas saíram (risos). Outros ocultistas estavam no nosso hotel. Quando voltamos do show, um grupo estava de frente às portas dos nossos quartos, cantando com velas acesas", disse.

Daí, veio a ideia de sacanear os ocultistas. "Pensamos: 'que p*rra é essa?'. Passamos por cima, entramos nos quartos e as pessoas ainda estavam lá. Pensamos no que fazer, pois não tínhamos seguranças naquela época. Então, saímos de lá um minuto depois, abrimos as portas, sopramos as velas e cantamos 'Parabéns a você' para eles! Assim que fizemos isso, eles saíram imediatamente", afirmou.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.