quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Ian Gillan nega retorno de Blackmore ao Deep Purple: "estamos casados"
quarta-feira, setembro 20, 2017


O vocalista Ian Gillan encontrou uma nova forma para dizer, pela enésima vez, que Ritchie Blackmore não voltará ao Deep Purple. Em entrevista ao podcast "The Vinyl Guide" (transcrição por Blabbermouth), o cantor fez uma analogia com o casamento para negar o retorno do guitarrista.

"Estamos casados e felizes agora. Ritchie e a banda se divorciaram. Ele saiu no meio de uma turnê, a chuva acabou e o sol apareceu para a banda. Foi assim", disse Gillan.

O cantor também soltou algumas alfinetadas com relação à carreira de Ritchie Blackmore após sua saída do Deep Purple. "Ele tem tocado música medieval há 25 anos, daí, reuniu o Rainbow para alguns shows. Tenho amigos/conhecidos considerados "deuses" por Ritchie que acham que ele não toca mais rock and roll como antes. E estou sendo gentil, porque Ritchie e eu estamos ficando bem recentemente, não há grande animosidade mais. Quase jantamos juntos algumas vezes", afirmou.

Segundo Gillan, toda a banda melhorou após a saída de Ritchie Blackmore. "Ritchie era um cara difícil, não dá para negar. De repente, Ian Paice voltou a viver como um cara feliz. Jon Lord retomou sua honra. Roger (Glover) saiu debaixo de uma pedra. Todos voltaram a ser normais novamente. Era uma grande nuvem no cenário social, musical e profissional. Como Ian Paice diz: 'por que voltar a sofrer?'", disse.

- Leia: Coverdale, Hughes e Lord tentaram reunião do Deep Purple com Blackmore
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.